Confira os eventos da SOS Mata Atlântica para o Dia Mundial da Água

A Fundação SOS Mata Atlântica comemora o Dia Mundial da Água (22 de março) durante todo o mês com diversas ações e participações em eventos sobre o tema...

  
  

A Fundação SOS Mata Atlântica comemora o Dia Mundial da Água (22 de março) durante todo o mês com diversas ações e participações em eventos sobre o tema no Brasil e também em Istambul, Turquia, sede do Fórum Mundial da Água. “Essa data chama a sociedade para a reflexão sobre a fragilidade da água e a necessidade de ações para conservação desse bem natural que é essencial à vida e principalmente para acabar com os problemas de exclusão hídrica e de pessoas que não têm acesso a nenhum tipo de serviço de saneamento”, diz Malu Ribeiro, coordenadora da Rede das Águas da SOS Mata Atlântica.

Com o objetivo de sensibilizar a sociedade para o projeto de despoluição do Rio Tietê, a necessidade da implantação contínua de saneamento básico, a relação da quantidade e qualidade de água e a quantidade de vegetação existente, a Fundação dá início às comemorações com a exposição “Por dentro do Projeto Tietê”, na cidade de Itu (SP), com um túnel em tamanho real de um interceptor de esgoto existente na beira do Rio Pinheiros (SP). O túnel mostra todo o projeto de despoluição do Rio Tietê, desde a campanha que reuniu 1.200.000 assinaturas num abaixo-assinado entregue ao Governo do Estado de São Paulo em 1991 até os dias atuais, além de uma maquete que mostra a Mata Atlântica desta Bacia Hidrográfica em três diferentes épocas, com foco na água: a primeira no ano de 1600 com a preservação da Mata Atlântica que quase não havia sido explorada; o ano de 1920 demonstra algumas ocupações urbanas e de lavoura, com a mata já bastante deteriorada; e 2005 mostra as regiões do Alto e Médio Tietê com muita ocupação pela agricultura e a mata sendo suprimida. Essa exposição teve início no dia 13/03 e estará aberta ao público em geral até 15 de maio, no Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – Grupo Schincariol (Rodovia Marechal Rondon, SP 300, km 118). As visitas devem ser agendadas pelo e-mail valeria@rededasaguas.org.br

A Fundação participa também, em parceria com o Instituto Coca-Cola Brasil, do Fórum Mundial da Água, que acontece entre os dias 16 e 21 de março, em Istambul, na Turquia. Na próxima terça-feira (17/03), às 14h30 (09h30 no horário de Brasília), no estande brasileiro do evento, Malu Ribeiro e Vinícius Madázio, da Rede das Águas, apresentam o Projeto Água das Florestas Tropicais, desenvolvido com o Instituto, abordando suas características e pioneirismo no sentido de promover a recuperação das matas ciliares da Mata Atlântica, agregando o envolvimento de proprietários rurais, além de promover o monitoramento da qualidade e quantidade das águas da bacia trabalhando com a participação da sociedade civil. “O Fórum chama a atenção das nações, principalmente das ligadas a ONU (Organização das Nações Unidas), para a exclusão hídrica e para o impacto de desmatamento e das mudanças climáticas na produção da água. Somente agora a Mata Atlântica passa a ser reconhecida como uma floresta produtora de água”, explica Malu.

Já no dia 21 de março, em conjunto com as prefeituras das cidades de Cabreúva, Salto, Porto Feliz, Itu e instituições ambientalistas do Médio Tietê como Caminhos das Águas, Inevat, Cinco Elementos e Ecosalto, a SOS Mata Atlântica integra a “Jornada pelo Tietê”, que tem como primeira ação a passeata de 15 km na Estrada-Parque de Itu com atividades culturais (apresentação de grupos folclóricos e poesia sobre o Tietê). O evento é aberto ao público em geral com vistas a mobilizar as pessoas a reivindicar a despoluição do rio e contra a construção de duas Pequenas Centrais Hidroelétricas (PCHs) nas corredeiras do vale do Rio Tietê no trecho da Estrada Parque de Itu e Cabreúva. Mais informações pelo site www.jornadapelotiete.org.br

No dia 25, a SOS Mata Atlântica promove café da manhã com a Frente Parlamentar Ambientalista, em Brasília, onde será apresentada a cooperação técnica com a Agência Nacional de Águas (ANA). A partir desta parceria, as instituições vão promover a soma do banco de dados do índice de qualidade de água, plano nacional de qualidade da água, contribuição técnica para parâmetro de vazão de água no kit de monitoramento, ampliação da rede de medição da qualidade de água, inserindo os observadores da ANA, que totalizam cerca de três mil pessoas pelo País, além da apresentação dos resultados dos grupos de monitoramento, implementado pela Fundação em Brasília, na Bacia do Paranoá, e que tem como parceiro regional a ONG Amigos do Futuro. Na ocasião serão apresentados os resultados do Fórum Mundial da Água.

Durante o Fórum das Águas de Manaus, que acontece entre os dias 30 e 31 de março, a SOS Mata Atlântica participa como referência da atuação da sociedade civil nos comitês de bacias para a gestão das águas no estado de São Paulo. No dia 30, às 14h, Valéria Rusticci e Mario Mantovani da Fundação apresentam a experiência da Rede das Águas nos Comitês de Bacias Hidrográficas de São Paulo.

A SOS Mata Atlântica participa ainda do Encontro do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) sobre políticas públicas de gestão participativa da água - estudo de caso Projeto Tietê, no dia 27/03.

Fonte: SOS Mata Atlântica

  
  

Publicado por em