Funceme / CE gera mapa dos recursos hídricos superficiais do Brasil

Utilização de geotecnologias ajuda a Funceme na identificação de 23.036 espelhos d’água no País.

  
  

Saber o quantitativo e a localização das barragens brasileiras para monitorar as condições físicas e estabelecer um conjunto de ações para reduzir a ocorrência de acidentes. Esse foi o desafio que direcionou o Ministério da Integração Nacional (MI) a fazer um convênio com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) para mapear os espelhos d’água do Brasil, motivado pela larga experiência, desta instituição, na execução de trabalhos similares.

O trabalho foi feito com imagens do Satélite Sino-brasileiro de Recursos Terrestres - CBERS-2, ao todo foram utilizadas mais de 1.000 imagens, tendo sido, ao final, selecionadas 922 imagens para compor o primeiro mosaico com imagens CBERS do Brasil. O mapeamento envolveu dois níveis de informação: espelhos com superfície a partir de 20 hectares, que totalizaram 23.036 em todo o território brasileiro, tendo sido identificados 6.928 espelhos d’água artificiais e 16.108 naturais; e no Nordeste, chegou-se ao detalhe de 5 hectares, totalizando 17.083 espelhos, dentre estes 5.598, só no Ceará.

Atualmente estas informações integram a base de dados do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (SNIRH) da Agência Nacional de Água (ANA), auxiliando na elaboração e atualização do Cadastro Nacional de Barragens (CNB) e nas ações de gestão e gerenciamento dos recursos hídricos do País.

Mapeamento do Ceará concluído

A Funceme, com base nos dados das Cartas elaboradas pela Sudene-DSG-IBGE, já trabalha no processo de inserção dos nomes dos espelhos d’água no mapeamento e repassará para o MI e ANA um software, desenvolvido na própria instituição, que permitirá a cada estado visualizar, atualizar e/ou corrigir os espelhos mapeados.

Este trabalho mostra que é possível inferir que a utilização de geotecnologias de sensoriamento remoto e geoprocessamento pode ser aplicada de forma eficiente na gestão dos recursos hídricos. “Um conhecimento detalhado da disponibilidade hídrica do Brasil, bem como em detalhes de cada estado, vai contribuir em ações governamentais voltadas para a otimização do uso dos recursos hídricos”, comenta Margareth Carvalho, gerente do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente da Funceme.

Fonte: Governo do Ceará

  
  

Publicado por em