Iniciativas paulistas de uso sustentável da água concorrem ao Prêmio ANA 2010

Cada ganhador receberá o Troféu Prêmio ANA, obra do mestre vidreiro Mario Seguso

  
  

São Paulo tem um terço dos finalistas da premiação, cujo tema é “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável. O estado também já tem um vencedor garantido, pois os três finalistas da categoria Organismos de Bacia são paulistas

Uma noite para homenagear boas iniciativas de uso sustentável da água no Brasil. Assim pode ser definida a cerimônia de entrega do Prêmio ANA 2010, que ocorrerá a partir das 19h30 desta quarta-feira, 1º de dezembro, no teatro da Caixa Cultural de Brasília.

Na ocasião, serão anunciados os vencedores de cada uma das sete categorias em disputa: Empresas, Ensino, Governo, Imprensa, ONG, Organismos de Bacia e Pesquisa e Inovação Tecnológica.

Cada ganhador receberá o Troféu Prêmio ANA, obra do mestre vidreiro Mario Seguso, das mãos de diversas autoridades, entre as quais: a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu; entre outras autoridades.

Com o tema “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável”, o Prêmio recebeu 286 inscrições, batendo o recorde de 2006 do concurso bienal, que teve 284 participantes. Trabalhos de 23 estados e do Distrito Federal se inscreveram, sendo 85 de São Paulo.

Os sete paulistas disputam quatro categorias:

- Organismos de Bacia (3),

- Pesquisa e Inovação Tecnológica (2),

- Ensino (1)

- Imprensa (1).

Como são três finalistas em cada categoria, São Paulo já tem garantido o vencedor entre organismos de bacia. Entre os finalistas há trabalhos de Araçatuba, Marília, Nazaré Paulista, Penápolis, São José dos Campos e São Paulo.

O Prêmio ANA reconhece iniciativas que estimulam o combate à poluição e ao desperdício e apontam caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para o desenvolvimento e a qualidade de vida dos brasileiros.

Para que vários públicos possam participar, há sete categorias em disputa. A ANA promove o concurso com o patrocínio exclusivo da Caixa Econômica Federal e o apoio da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (Abas).

Seleção:

O processo de seleção começou em agosto e a Comissão Julgadora escolheu os semifinalistas do Prêmio. Então, as iniciativas passaram por vistoria realizada por servidores da Agência. A partir dos relatos das vistorias, os membros da Comissão Julgadora definiram os três finalistas de cada categoria e, entre eles, os vencedores do Prêmio ANA 2010 durante reunião fechada dos julgadores.

A Comissão Julgadora é composta de membros externos à Agência e com notório saber na área de recursos hídricos ou meio ambiente. Um representante da ANA e outro da Caixa fazem parte do grupo, mas sem direito a voto. Os critérios de avaliação dos trabalhos levaram em consideração os aspectos de: efetividade; potencial de difusão/replicação; aderência social; originalidade; e impactos social, cultural e ambiental.

Serviço:

- O quê: cerimônia de entrega do Prêmio ANA 2010

- Quando: 1º de dezembro de 2010, a partir das 19h30

- Onde: auditório da Caixa Cultural de Brasília – Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 4, Lote 3/4, Edifício Anexo da Matriz I - DF

Fonte: ANA

Visite: www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em

GERALDO GOMES PIRES

GERALDO GOMES PIRES

03/12/2010 22:31:47
Este é o líquido mais precioso existente no planeta,temos que preserva-lo ,em minha região Araraquara,e Ribeirão Preto encontra-se o maior Aquifero do mundo com milhões e milhões de litros em sua reserva.Isto é um presente de DEUS.