Laudo do Ministério Público de Minas Gerais culpa Cataguazes por acidente ecológico

Um laudo preliminar da Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público de Minas Gerais indica que a Cataguazes Indústria de Papel é culpada pelo vazamento, em 29 de março deste ano, de 1,2 milhões de produtos químicos nos rios Pomba e Paraíba do Sul, lo

  
  

Um laudo preliminar da Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público de Minas Gerais indica que a Cataguazes Indústria de Papel é culpada pelo vazamento, em 29 de março deste ano, de 1,2 milhões de produtos químicos nos rios Pomba e Paraíba do Sul, localizados em Minas Gerais e Rio de Janeiro, respectivamente.

Cerca de 600 mil moradores do norte e noroeste fluminense tiveram o abastecimento de água prejudicado.

O documento foi elaborado por técnicos do centro de apoio operacional da Promotoria e conclui que um dique construído pela Cataguazes Florestal, empresa do grupo, onde eram armazenados os produtos químicos cedeu e causou o acidente.

De acordo com informações da Globo.com, o procurador Jarbas Soares disse que a empresa já anunciou que vai arcar com os prejuízos causados pelo acidente.

Ele informou que uma cópia do laudo foi enviada aos promotores e procuradores de três estados, envolvidos no caso, e as investigações continuam.

A assessoria de imprensa da Cataguazes informou que a empresa ainda não recebeu o parecer e que vai se pronunciar após a análise do documento pelo seu departamento jurídico.

Fonte: AssCom do Ministério Público -MG

  
  

Publicado por em

João Carlos Ricardo

João Carlos Ricardo

13/04/2009 19:45:49
Quero saber o que já foi feito para que isso não mais ocorra em nossa cidade.