Marina Silva sugere o não contingenciamento de recursos cobrados pelo uso das águas

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse na sexta-feira (26/3), durante a 13ª Reunião Extraordinária do CNRH - Conselho Nacional dos Recursos Hídricos, que encaminhou documento ao Ministério do Planejamento sugerindo o não contingenciamento, no or

  
  

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse na sexta-feira (26/3), durante a 13ª Reunião Extraordinária do CNRH - Conselho Nacional dos Recursos Hídricos, que encaminhou documento ao Ministério do Planejamento sugerindo o não contingenciamento, no orçamento de 2005, de recursos oriundos da cobrança voluntária do uso das águas.

Marina Silva informou que o governo editou uma medida provisória permitindo que as agências que cuidam do setor possam fazer a destinação dos recursos em benefício da própria bacia, mediante as prioridades estabelecidas pelo Comitê de Bacias Hidrográficas.

`Nós tivemos uma semana com a participação intensa dos vários setores de governo e da sociedade civil`, afirmou a ministra, referindo-se à Semana da Água.

Das 12 regiões hidrográficas brasileiras definidas, apenas a que abrange o rio Paraíba do Sul, nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, começou a arrecadação pelo uso da água. Foram recolhidos mais de R$ 5,8 milhões de usuários, principalmente dos setores de abastecimento, indústria e de irrigação, entre outros.

Segundo o secretário-executivo do Conselho Nacional dos Recursos Hídricos, João Bosco Senra, existem estudos para a cobrança em outras regiões hidrográficas.

`Para iniciar o processo de cobrança é necessária a existência do comitê e que ele aprove um plano onde os recursos sejam aplicados conforme as prioridades definidas por ele`, afirmou Senra.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em