Mercosul lançou plano para proteger reserva de água doce

Os países que integram o Mercosul lançaram na quinta-feira (22/5), no Uruguai, um projeto para utilizar e preservar uma reserva subterrânea de água doce da região, uma das maiores do mundo. O Aquífero Guarani, que poderia abastecer indefinidamente 360

  
  

Os países que integram o Mercosul lançaram na quinta-feira (22/5), no Uruguai, um projeto para utilizar e preservar uma reserva subterrânea de água doce da região, uma das maiores do mundo.

O Aquífero Guarani, que poderia abastecer indefinidamente 360 milhões de pessoas, cobre cerca de 1,2 milhão de quilômetros quadrados e ocupa parte do subsolo da Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai.

Com o projeto, que custará US$ 26,7 milhões, os governos do bloco estabeleceram normas para a extração da água e coordenaram políticas para prevenir sua contaminação.

"É importante que nos concentremos em proteger o aquífero, evitar a extração indiscriminada para salvar esta galinha dos ovos de ouro" - disse o brasileiro Luiz Amore, um dos encarregados do programa.

Os governos da Holanda e da Alemanha, o Organismo Internacional de Energia Atômica, o Banco Mundial e a Organização de Estados Americanos (OEA) também vão financiar o projeto, chamado de Sistema Aquífero Guarani (SAG), que se realizará nos próximos quatro anos.

Fonte: Ass.Imprensa Banco Mundial

  
  

Publicado por em