Ministra Marina Silva inaugurou laboratório de dessalinição na Paraíba

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, inaugurou na terça-feira, dia 6/5, em Campina Grande (PB), o Laboratório de Referência em Dessalinização de Águas Salobras e Salinas. Para Marina Silva, a inauguração do laboratório “se constitui num m

  
  

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, inaugurou na terça-feira, dia 6/5, em Campina Grande (PB), o Laboratório de Referência em Dessalinização de Águas Salobras e Salinas.

Para Marina Silva, a inauguração do laboratório “se constitui num marco do compromisso sócio-ambiental deste governo em garantir à população o acesso à água de boa qualidade como condição primeira de cidadania”.

A ministra participa ainda da abertura do Fórum de Secretários de Recursos Hídricos do Nordeste, do Ciclo de Estudos Jurídicos sobre Direito Ambiental e da posse do gerente executivo do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis da Paraíba, Erasmo Rocha Lucena.

Além de monitorar e oferecer assistência técnica aos sistemas de dessalinização implantados no país, o laboratório tem como função realizar análises bacteriológicas, projetar sistemas com energia alternativa e ministrar cursos sobre o aproveitamento de rejeitos.

De acordo com a ministra, o Laboratório de Referência, construído no campus da Universidade Federal de Campina Grande, também é importante sob o ponto de vista de pesquisa e intercâmbio.

“Sua implantação está possibilitando a formação de mestres em engenharia química, trabalhando em temas ligados à dessalinização de águas”, disse Marina Silva.

Projeto Água Doce no “Polígono das Secas” - região de 940 mil Km², que engloba o semi-árido nordestino e o norte de Minas Gerais com uma população de 6,5 milhões de habitantes , grande parte das águas subterrâneas possui elevado teor de sais, que, se consumidas, podem prejudicar a saúde.

A partir de 1997, o MMA - Ministério do Meio Ambiente começou a implementar o programa Água Boa com o objetivo de ampliar a oferta de água com qualidade adequada, instalando diversos dessalinizadores para atender as necessidades das comunidades locais.

O Ministério do Meio Ambiente, através da Secretaria de Recursos Hídricos, está realizando um diagnóstico para resgatar o histórico do Programa Água Boa.

De acordo com o secretário do Recursos Hídricos, João Bosco Senra, com base nesse diagnóstico consolidado, o programa será adequado às diretrizes do novo governo.

“Vamos integrá-lo às ações do Programa Sede Zero, sob a denominação de Projeto Água Doce, sucedendo o atual programa”, disse o secretário.

Segundo a ministra, “o projeto é mais uma alternativa importante de abastecimento para as regiões que têm grande quantidade de água salobra”.

Marina lembra ainda que, além de estar inserido no Sede Zero, o Projeto Água Doce se alia ao Programa Fome Zero, na medida em que o aproveitamento do rejeito é utilizado na produção de alimentos para animais, evitando, também, o impacto ambiental.

O Projeto atinge cerca de 65 municípios localizados no Polígono das Secas com sistemas de dessalinização, além do Arquipélago de Fernando de Noronha, com capacidade de produção de 500 m³ por dia de água potável, e Cabo Verde, na África, em função de um Acordo Bilateral com o governo brasileiro.

Junto com o MMA, participam do Água Doce os governos dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Espírito Santo, Alagoas, Sergipe, Bahia, prefeitura de Campina Grande e a ATECEL - Associação Técnico Científica Ernesto Luiz de Oliveira Junior, da Universidade da Paraíba. Posse e Palestras Depois de inaugurar o laboratório, a ministra participa, ainda em Campina Grande, da abertura do Fórum de Secretários de Recursos Hídricos do Nordeste, que tem como objetivo definir uma política para o desenvolvimento de projetos, gestão e implementação de ações voltadas para o desenvolvimento sustentável da região.

No início da noite, já em João Pessoa, a ministra dá posse ao novo gerente executivo do Ibama da Paraíba, Erasmo Rocha Lucena. Em seguida, Marina Silva faz a palestra de abertura do Ciclo de Estudos Jurídicos sobre Direito Ambiental, no Centro Universitário de João Pessoa.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

  
  

Publicado por em