O uso racional da água significa a preservação das nossas reservas naturais.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), em 20 anos faltará água para 60% do planeta. Adotar algumas medidas simples, como a instalação de equipamentos hidráulicos e mudança

  
  

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), em 20 anos faltará água para 60% do planeta. Adotar algumas medidas simples, como a instalação de equipamentos hidráulicos e mudanças de comportamento, além de contribuir com o meio ambiente, faz bem para o bolso.

Nos condomínios, o gasto com água ocupa o segundo lugar no ranking das despesas, perdendo apenas para o pagamento de funcionários. Levantamento realizado pela Lello Condomínios revela que a conta de água chega a representar de 10% a 15% do total de gastos de um prédio.

“Hoje, mais do que uma questão econômica, o uso racional da água significa a preservação das nossas reservas naturais. Existem equipamentos disponíveis no mercado que reduzem sensivelmente o consumo, resultando em economia de até 20% no valor total da conta”, afirma José Maria Bamonde, gerente de Logística e Manutenção Predial da Lello Condomínios.

Uma das medidas viáveis para solucionar o problema é a instalação de medidores de água exclusivos para cada apartamento. Torneiras com temporizador e bacias com caixa acoplada são outros itens que reduzem o consumo em até 20%. Aliado a isso é preciso que haja pequenas mudanças de comportamento, como manter torneiras bem fechadas, utilizar baldes para lavar veículos ou varrer as calçadas, ao invés de lavá-las.

Vilões do desperdício

- Os chuveiros são responsáveis por 46% do consumo geral de água em uma residência. Em um banho de 15 minutos, uma ducha de alta pressão pode liberar, em média, 135 litros de água;

- As torneiras da cozinha e os lavatórios, juntos, representam 27% do consumo de água;

- Os vasos sanitários consomem 14% do total;

- As máquinas de lavar e outros aparelhos gastam 8%;

- Lavar o carro por 30 minutos, utilizando uma mangueira, pode consumir até 560 litros de água.

Fonte: TDPO Comunicação Inteligente

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

Alexandra

Alexandra

28/02/2012 16:46:01
Muito obrigada por ajudar na minha pesquisa!!

Raquel

Raquel

09/06/2011 23:55:35
Muito legal, obrigado por me ajudar no trabalho de escola , bejoss.

Thaynara

Thaynara

30/03/2011 17:10:52
Obrigada por me ajudar no meu trabalho de escolar, beijossss

Amabily

Amabily

30/03/2011 13:56:07
oiii...Gostei muitooo do texto...

Parabens

Mickelley

Mickelley

22/09/2010 16:50:18
eu adorei o texto

Lohaynne

Lohaynne

24/04/2009 13:14:19
Muito lindo estão de parabéns.Bjuxxxx...

Wanessa

Wanessa

26/03/2009 10:38:47
Muito bem voces estao de parabens e devem continuar assim !

Ivone Boechat

Ivone Boechat

07/10/2008 10:21:19
A sustentabilidade humana

O homem busca, em desespero, mas antes tarde do que nunca, a preservação do que sobrou neste Planeta. Não é impossível, até porque atitudes simples têm o poder de mudar o rumo de coisas importantes. Mas eis o impasse: por que não se começa a educar para o equilíbrio da ecologia humana? Quanto custa o esforço por um abraço, um sorriso, uma demonstração de afeto?
A Escola gasta quase todo o tempo destinado a ela resolvendo equações de primeiro e segundo graus e a criança vive refém de deveres de casa. Não há tempo nem espaço brincar. Dirão muitos que a concorrência exige tudo isso na corrida desenfreada ao mercado de trabalho: passar nos concursos, nos vestibulares e arranjar emprego, só quem sabe mais equação e rebincoca da parafuseta.
Certa vez perguntaram a uma famosa atriz, centenária, o que a levou ao sucesso nos palcos do teatro e ela nem pestanejou: a fome. Estudar não lhe fez falta? Perguntou o repórter, e ela disse que não, porque a professora só ensinava algarismos romanos até 100.
A educação tem os recursos pedagógicos para transformar a humanidade. Quem falhou? Ao invés de se ensinar só doutrinas, porque não se ensinam valores? Fé, amor, paz, união, misericórdia, fraternidade, solidariedade? Ensinar ao homem a ser bom é um grande desafio. Todas as guerras do Planeta têm origem nas doutrinas.
Quando o homem reflorestar as idéias, podar os galhos secos da ira, regar suas raízes no manancial da fé, vai colher os frutos de um mundo oxigenado de amor. O homem equilibrado vai equilibrar o Planeta!
Ivone Boechat