Oitenta rachaduras ameaçam a maior hidrelétrica do mundo

A China informou que 80 rachaduras apareceram na Represa de Três Gargantas, poucos dias depois que seu gigantesco reservatório foi enchido pela primeira vez. `Se a água entrar nessas rachaduras, os efeitos serão negativos; então, estamos consertando-a

  
  

A China informou que 80 rachaduras apareceram na Represa de Três Gargantas, poucos dias depois que seu gigantesco reservatório foi enchido pela primeira vez.

`Se a água entrar nessas rachaduras, os efeitos serão negativos; então, estamos consertando-as cuidadosamente`, disse o chefe do grupo de inspeção da represa, Pan Jiazhong.

Ele negou que as fissuras ameacem a segurança da barragem, mas afirmou que, se não forem reparadas, podem aumentar e provocar um vazamento.O reservatório, que está cheio, tem 219 quilômetros de extensão e 135 metros de profundidade.

Uma falha na represa poderia ter conseqüências catastróficas ao longo do fértil e densamente povoado vale do Rio Yang-tsé.As rachaduras na represa foram inicialmente reveladas em março de 2002 por jornalistas.

Os engenheiros de Três Gargantas disseram tratar-se de `um fenômeno normal`, mas acrescentaram que as falhas seriam consertadas.

O projeto, o maior de seu gênero no mundo, foi feito para fornecer energia à China central e controlar as graves inundações ao longo do rio.

Dele participam a subsidiária brasileira da Alston, que fornecerá 8 das 26 turbinas para seu colossal conjunto de geradores, e o consórcio formado pelas subsidiárias brasileiras da Voith-Siemens e da GE, que fornecerá 6 turbinas, segundo a Assessoria de Imprensa da Alston.

Fonte: Rios Vivos

  
  

Publicado por em