Operação da ETE Capuava vai despoluir a bacia do Ribeirão Pinheiros

Quando a Estação de Tratamento de Esgotos de Valinhos -ETE Capuava - estiver com suas obras concluídas, a sua operação vai possibilitar que a bacia do Ribeirão Pinheiros seja despoluída. Esta vai ser a primeira bacia hidrográfica da região a ter suas água

  
  

Quando a Estação de Tratamento de Esgotos de Valinhos -ETE Capuava - estiver com suas obras concluídas, a sua
operação vai possibilitar que a bacia do Ribeirão Pinheiros seja despoluída. Esta vai ser a primeira bacia hidrográfica da região a ter suas águas despoluídas.

A conservação de bacias hidrográficas é uma estratégia que visa proteger e restaurar a qualidade ambiental e,
conseqüentemente, os ecossistemas aquáticos de uma região. Muitos dos problemas de qualidade e quantidade de água são evitados ou resolvidos de maneira eficaz por meio de ações que focalizem a bacia hidrográfica como um todo e as atividades desenvolvidas em sua área de abrangência.

Em Valinhos, além da obra de construção da nova ETE da cidade, ações de educação ambiental vêm sendo desenvolvidas, com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância desta despoluição e da preservação dos mananciais.

O Ribeirão Pinheiros é o rio que corta todo o município, vindo da cidade de Vinhedo e desembocando no rio Atibaia. Ele é o principal afluente do Atibaia nesta região e um dos que mais pode comprometer a qualidade da água do Atibaia. Por isso, a despoluição do Pinheiros tem grande relevância tanto para Campinas, que capta água logo abaixo de Valinhos, bem como para as demais cidades localizadas rio abaixo.

Este rio deve ser um dos primeiros mananciais das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí a receber o esgoto urbano de sua área de drenagem totalmente tratado. Três obras são as principais responsáveis pelo processo de despoluição do Pinheiros: as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) Pinheirinho e Samambaia, em Vinhedo e Campinas, respectivamente, e a ETE Capuava, em Valinhos.

"Com estas três obras funcionando concomitantemente, o impacto ambiental positivo no percurso do Ribeirão Pinheiros será muito grande. Isto poderá ser percebido claramente pelas pessoas que acompanham, os locais de lançamento de esgoto doméstico", avalia o presidente do DAEV, Luiz Mayr Neto.

Quando as águas do Ribeirão Pinheiros forem despejadas no Atibaia, no momento em que estas três obras estiverem funcionando juntas, estas terão aparência natural e não apresentarão odor.

"Este é o papel da ETE para o rio e para a população que vive abaixo deste ponto, possibilitando que a água do rio seja bastante modificada com relação a situação
atual", completa Mayr.

A obra da ETE Capuava deve estar concluída nos próximos doze meses. Na semana passada, no dia 31 de março, um
acordo inédito, foi assinado entre a Prefeitura de Valinhos e a Prefeitura de Campinas, envolvendo os órgãos Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos e a SANASA, que vai poder antecipar a conclusão das obras de construção da Estação de Tratamento de Esgotos de Valinhos, pois com este acordo Campinas vai antecipar para Valinhos uma verba já disponibilizada na CEF, através do PRODES (Programa Nacional de Despoluição de Bacias Hidrográficas) da ANA (Agência Nacional de Águas) mas que somente será liberada quando a obra entrar em operação.

Para a SANASA, esta obra e a despoluição do Ribeirão Pinheiros são significativas, pois com isto, haverá expressiva redução com os gastos em produtos químicos hoje usados durante o tratamento da água captada por Campinas do rio Atibaia.

Fonte: Ass. de Imprensa do Comitê PCJ

  
  

Publicado por em

Maria Dolôres Barbosa do Rêgo

Maria Dolôres Barbosa do Rêgo

12/03/2009 14:03:39
EU ACHO QUE A DESPOLUIÇÃO DA BACIA DO RIBEIRÃO PINHEIROS SERÁ UMA GRANDE OBRA, UMA GRANDE REALIZAÇÃO PORQUE COM CERTEZA VAI TRAZER NOVA VIDA AO ECOSSISTEMA E GRANDES BENEFÍCIOS PARA TODA A POPULAÇÃO DA REGIÃO.