Principais reservatórios de água do Paraná estão abaixo do normal

Os reservatórios das principais hidrelétricas que estão localizadas no Rio Iguaçu, no Paraná, estão com os níveis abaixo do normal. Há três meses chove menos que o necessário e a Companhia Paranaense de Energia (Copel) já está estudando alternativas, como

  
  

Os reservatórios das principais hidrelétricas que estão localizadas no Rio Iguaçu, no Paraná, estão com os níveis abaixo do normal. Há três meses chove menos que o necessário e a Companhia Paranaense de Energia (Copel) já está estudando alternativas, como importar energia da Argentina ou aumentar a produção das termelétricas.

Segundo a Copel, a situação no estado é de alerta. A previsão é de que os reservatórios só voltem ao nível normal com as chuvas do próximo outono.Na Usina de Foz do Areia, o reservatório está 34 metros abaixo do nível normal, restando apenas 15% do volume de água no lago.

Na Bacia do Rio Capivari, também a situação já preocupa. Em Salto Caxias, o vertedouro, por onde deveria sair o excesso de água, está seco, e na represa em Campina Grande do Sul, o vertedouro não é aberto desde janeiro do ano passado.

Também os reservatórios da Sanepar - Companhia de Saneamento do Paraná estão com problemas devido a estiagem. Eles têm água para abastecer Curitiba e região metropolitana por apenas 45 dias se não ocorrer um volume maior de chuva.

As barragens do Iraí e Caiguava, em Piraquara, estão com apenas 45% da capacidade total. A Sanepar está recomendando aos consumidores o uso racional da água para evitar risco de racionamento.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em