Programa garantirá água doce ao Semi-Árido

O Programa Água Doce/Sede Zero, lançado no Dia Mundial da Água (22/3), integra um conjunto de ações do governo federal, de âmbito nacional, em parceria com órgãos federais, estaduais e municipais, destinado a tratar do aproveitamento das águas salobras e

  
  

O Programa Água Doce/Sede Zero, lançado no Dia Mundial da Água (22/3), integra um conjunto de ações do governo federal, de âmbito nacional, em parceria com órgãos federais, estaduais e municipais, destinado a tratar do aproveitamento das águas salobras e salinas do território brasileiro, principalmente no semi-árido.

Esta região, escassa em recursos hídricos e com grande parte de sua água subterrânea com elevado teor de sal, terá prioridade na atuação do programa, visando a convivência harmoniosa das comunidades com o semi-árido.

O Programa vai implantar equipamentos de dessalinização em poços tubulares, priorizando a recuperação daqueles que apresentarem condições de reaproveitamento.

Quando as condições permitirem, serão associados sistemas produtivos sustentáveis, com o aproveitamento dos resíduos para aqüicultura, irrigação de plantas que absorvam sal em quantidade e com potencial para alimentação de caprinos, além da implementação de leitos de evaporação para produção de sal, entre outros usos.

Atualmente o Programa conta com dois centros de referências: o Laboratório de Referência em Dessalinização da SRH/MMA, na Universidade Federal de Campina Grande, cujas funções são a operação e manutenção dos sistemas de dessalinização implantados e a análise laboratorial das águas coletadas nos poços; e a Unidade Demonstrativa do Programa Água Doce/Sede Zero, na Comunidade de Atalho (Petrolina/PE), coordenada pela Unidade Experimental Embrapa Semi-Árido.

Fonte: SRH/MMA

  
  

Publicado por em