Relatório mostra problemas na água do Distrito Federal e entorno

A realidade de mais de três milhões de pessoas foi tema da primeira reunião do Coaride - Conselho Administrativo da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno de 2003. Relatório com o diagnóstico da situação do saneamento básico

  
  

A realidade de mais de três milhões de pessoas foi tema da primeira reunião do Coaride - Conselho Administrativo da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno de 2003.

Relatório com o diagnóstico da situação do saneamento básico nos 22 municípios mineiros e goianos da Ride, encomendado pelo Ministério da Integração Nacional, aponta a necessidade do planejamento coordenado pelos gestores públicos federais, estaduais e municipais para uso da água.

Hoje, a ocupação desordenada do solo e a exploração descontrolada da água colocam sob ameaça o bastecimento hídrico da população da capital federal. A reunião foi presidida pelo ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes.

O estudo, feito por técnicos do Ministério das Cidades, deve ficar pronto até o fim de abril e é resultado de parceria com a Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento do Centro-Oeste, do Ministério da Integração Nacional. De acordo com a pesquisa, a falta de sintonia nas ações dos governos federal, estaduais e municipais resulta em intervenções mal sucedidas e no desperdício dos recursos públicos.

"Ou se equaciona a prestação de serviços, ou não teremos o bom atendimento da população", disse o assessor da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Marcos Montenegro.

A criação de uma companhia de economia mista, com a participação da União, dos Estados de Goiás e Minas Gerais e dos municípios da Ride, surge como alternativa para a atuação do poder público na prestação de serviços de saneamento.

"A gestão associada seria uma possibilidade dearranjo institucional democrático e eficiente", defendeu Montenegro. "A capital federal, centro do planejamento, não pode estar cercada por problemas que evidenciam contradições de atuação governamental", criticou o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em