São José dos Campos atua contra o desperdício de água

A escassez da água há muito deixou de ser uma preocupação de ambientalistas e passou a ser uma realidade de toda a sociedade. Por conta disso, economizar este precioso líquido tornou-se palavra de ordem em todo o mundo. Em São José dos Campos, a popul

  
  

A escassez da água há muito deixou de ser uma preocupação de ambientalistas e passou a ser uma realidade de toda a sociedade. Por conta disso, economizar este precioso líquido tornou-se palavra de ordem em todo o mundo.

Em São José dos Campos, a população está sendo
incentivada a combater o desperdício através da informação e da mudança de alguns hábitos.

`A Sabesp está atenta à necessidade de se economizar água. Por isso, em todo o Estado adotamos uma política de incentivo ao uso racional, que procura mobilizar a sociedade para mudanças culturais, buscando a conscientização da população, através de programas específicos e permanentes, dentre os quais destaca-se o PURA - Programa de Uso Racional da Água`, comenta Benedito Felipe Oliveira Costa, superintendente da Unidade de Negócio da Sabesp no Vale do Paraíba.

Além das campanhas publicitárias e das palestras realizadas em escolas, a Unidade de Negócios ministra cursos compactos de pesquisa de vazamento em grandes empresas, como a EMBRAER.

De acordo com Costa, a Sabesp tem desenvolvido diversas ações no sentido de reduzir as perdas por causa de vazamentos, dentre elas, a redução no tempo de reparo e o remanejamento de redes antigas de ferro fundido, por redes novas em PVC.

Ainda com relação aos vazamentos, outro fator que deve ser ressaltado é a importância da colaboração da população, que ao encontrar um vazamento nas ruas deve entrar em contato com a Central de Atendimento Telefônico da Sabesp, através do número 195 e fornecer ao atendente o endereço do vazamento. Após o comunicado, uma equipe técnica será destacada para fazer os reparos e sanar o vazamento.

Caso o vazamento seja dentro do imóvel, seu reparo é de total responsabilidade dos proprietários. Quanto mais rápido o conserto for efetuado, menor será o prejuízo, uma vez que um pequeno buraco de 2 milímetros num dia de sanamento desperdiça até 3.200 litros de água em um dia. Com informação e conscientização com relação ao uso racional da água, sem desperdícios,todos teremos a ganhar.

Confira algumas dicas de como verificar a existência de vazamentos em sua residência:

Hidrômetro - Confira o seu relógio de água (o hidrômetro). Deixe os registros na parede abertos, feche bem todas as torneiras, não utilizando nenhum equipamento que precise de água.

Anote o número que aparece em seu hidrômetro. Depois de uma hora, verifique se o número mudou ou o ponteiro se movimentou. Se isso aconteceu, há algum vazamento em sua casa.

Canos alimentados diretamente pela rede da Sabesp - Feche o registro na parede. Abra uma torneira alimentada diretamente pela rede da Sabesp (pode ser a do tanque) e espere a água parar de sair.

Coloque imediatamente um copo cheio de água na boca da torneira. Caso haja sucção da água do copo pela torneira, é sinal que existe vazamento no cano alimentado diretamente pela rede.

Canos alimentados pela caixa d`água - Feche todas as torneiras da casa, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários. Feche bem a torneira de bóia da caixa, impedindo a entrada de água.

Marque, na própria caixa, o nível da água e verifique, após uma hora, se ele baixou. Em caso afirmativo, há vazamento na canalização ou nos sanitários alimentados pela caixa d`água.

Reservatórios subterrâneos de edifícios - Feche o registro de saída do reservatório do subsolo e a torneira da bóia. Marque no reservatório o nível da água e, após uma hora, verifique se ele baixou. Se isso ocorreu, há vazamento nas paredes do reservatório ou nas tubulações de alimentação do reservatório superior ou na tubulação de limpeza.

Fonte: Superintendência de Comunicação - PC

  
  

Publicado por em

Matheus gomes silva

Matheus gomes silva

09/09/2008 19:17:56
eu hacho que nos nao devemos dispedaça a agua