Animais em extinção procriaram em Curitiba-PR

Filhotes de tamanduá-bandeira, macaco monocarvoeiro e ararajuba são as três novas atrações do Zoológico Municipal de Curitiba e do Passeio Público. Os animais, cujas espécies fazem parte da Lista Brasileira de Animais Ameaçados de Extinção, nasceram no co

  
  

Filhotes de tamanduá-bandeira, macaco monocarvoeiro e ararajuba são as três novas atrações do Zoológico Municipal de Curitiba e do Passeio Público. Os animais, cujas espécies fazem parte da Lista Brasileira de Animais Ameaçados de Extinção, nasceram no começo deste ano no zoológico e no Passeio Público.

Deles, apenas o tamanduá precisou de cuidados especiais. Os outros dois filhotes estão sendo criados normalmente pelos pais.O pequeno tamanduá nasceu no final de dezembro. Os veterinários e biólogos decidiram criá-lo longe da mãe para aumentar suas chances de sobrevivência. Isso porque estimam que esta seja a quinta cria do casal de tamanduás.

Nos outros nascimentos, os filhotes que estavam com mãe acabaram morrendo.O filhote vem sendo alimentado por mamadeira. Duas vezes ao dia, recebe uma ração especial, gema de ovo, iogurte, carne moída e leite.

Próximo a ele é deixado um pote com alimento para estimulá-lo a se alimentar sozinho. O tamanduá, que nasceu pesando 1,75 quilo, agora está com 3,315 quilos.

Mesmo assim, os técnicos não o consideram ainda completamente fora de risco.Outro nascimento foi o do macaco monocarvoeiro, em janeiro, no Passeio Público.

Essa é a quarta reprodução de monocarvoeiro desde 1996, quando chegaram ao Passeio cinco animais da espécie, apreendidos pelo Ibama no litoral do Paraná. O macaco é o maior primata do Brasil.

Depois de adulto, pode pesar até 18 quilos. O filhote está sendo criado pelos pais.O terceiro animal nascido no começo de 2003, também no Passeio Público, é uma ararajuba, ave típica da Amazônia. Mas a pequena ararajuba, que também é criada pelos pais, ainda não está em exposição.

Fonte: Gazeta do Povo/PR

  
  

Publicado por em

Josilainy

Josilainy

20/08/2009 15:50:00
gostei, as pessoas tem de abrir os olhos para ver os riscos dos seus atos e se mover para defender vidas e especies que se continuar do jeito que esta, em pouco tempo não vai mais existir.

LARYSSA

LARYSSA

06/06/2009 18:09:54
sou laryssa tenho 12 anos e ñ aceito o que os homens mautratem os animais
Da América à Ásia, de Norte a Sul, o tráfico ilegal de animais vivos,
floresce. O mercado consumidor são os colecionadores privados, laboratórios de pesquisa, lojas de animais, zoológicos, circos e até curandeiros da Ásia. É o terceiro maior negócio em contrabando depois de drogas e armas. Os traficantes combinam ingenuidade com desumanidade nos métodos de disfarce da bagagem/animal. A maioria dos especialistas em desvendar o tráfico animal concorda que a melhor estratégia é conscientizar os compradores e não os vendedores (pois este tráfico é extremamente lucrativo para eles).
DEVEMOS LUTAR PARA QUE ISSO ACABE

Barbara

Barbara

09/11/2008 16:20:27
sou eu de novo a barbara.tenho 9 anos e acho isso um absurdo.
pessoas que fazem isso devem ser prezas.
temos que tomar uma atitude devemos fazer o melhor possivel.e lucura por que fazem isso oque eu tenho mesmo e do . vou fazer o possivel para acabar com isso. irei avizar meus amigos(as) para tentarmos todos nos acabarmos com isso juntos
obrigado por criar este site para ajudar os animais do brasil e do parana se quiserem se comuni car comigo o meu orkut este ali. beijos .

BARBARA

BARBARA

09/11/2008 16:05:21
meu deus isso tem que parar o que vai acontecer se os animais acabarem
temos que fazer uma greve.
nao e mesmo?