EUA apóia o Brasil no combate ao tráfico de animais

http://www2.uol.com.br/oradical/images/print.gif http://www2.uol.com.br/oradical/images/send.gif O governo dos EUA apóia os esforços do governo brasileiro contra o tráfico de animais. Uma equipe da agência do governo

  
  

http://www2.uol.com.br/oradical/images/print.gif

http://www2.uol.com.br/oradical/images/send.gif

O governo dos EUA apóia os esforços do governo brasileiro contra o tráfico de animais. Uma equipe da agência do governo dos EUA encarregada de proteção à fauna silvestre (o U.S. Fish and Wildlife Service, subordinado ao Departamento do Interior dos EUA), chega ao Brasil esta semana para trabalhar junto com a Polícia Federal na troca de informações sobre os melhores métodos para o combate ao tráfico de animais.

O treinamento conjunto ocorrerá em Bonito, Mato Grosso do Sul, entre 16 e 27 de outubro. Esse é o segundo treinamento conjunto deste tipo que ocorre no Brasil. O último aconteceu em fevereiro de 2005.

Representantes da Polícia Federal e da equipe do U.S. Fish and Wildlife Service vão falam hoje, as 10 horas, à imprensa brasileira durante café da manhã no Hotel Naoum Plaza em Brasília, no Salão New Orleans.

O treinamento conjunto enfocará a troca de informações sobre a legislação ambiental em ambos os países, a legislação internacional pertinente, técnicas de vigilância e investigação, além de métodos de proteção ao meio-ambiente e de investigação forense.

Os governos dos EUA e do Brasil acreditam que esse tipo de intercâmbio de informações pode ajudar a desbaratar organizações criminosas em ambos os países que lucram com a exploração ilegal da fauna silvestre.

O intercâmbio de informações entre autoridades do Brasil e dos EUA nesta área data de muitos anos. Acredita-se que no Brasil os traficantes de animais silvestres utilizam as mesmas redes de transporte que os traficantes de entorpecentes.

Estima-se que o tráfico de espécies silvestres movimenta 10 bilhões de dólares por ano e que é uma das maiores fontes de recursos ilegais, atrás apenas do tráfico de entorpecentes e de armas.

Fonte: State

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em