Expedição descobre rastros da onça pintada no Parque Nacional da Serra dos Órgãos

A expedição, que contou com profissionais do Cenap, do Parque Nacional da Serra dos Orgãos e de outras instituições, percorreu áreas ao longo dos rios Soberbo, Paquequer, Santo Aleixo e Ponte de Ferro.

  
  

A primeira expedição do projeto "Monitoramento de Mamíferos Terrestres de Médio e Grande Portes no Mosaico de Unidades de Conservação da Mata Atlântica Central Fluminense", recentemente realizada no Parque Nacional (Parna) da Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro, registrou rastros de duas espécies consideradas extintas na região - onça pintada (Panthera onça) e veado (Mazama americana).

O objetivo inicial da expedição, que ocorreu de 7 a 13 de agosto, era selecionar áreas para o monitoramento com armadilhas fotográficas. Mas os pesquisadores acabaram descobrindo rastros da onça pintada e do veado. Também foram encontrados indícios da onça parda (Puma concolor).

A expedição, que contou com profissionais do Centro Nacional de Pesquisas para a Conservação dos Predadores Naturais (Cenap) do Instituto Chico Mendes, do Parque Nacional da Serra dos Orgãos e de outras instituições, percorreu áreas ao longo dos rios Soberbo, Paquequer, Santo Aleixo e Ponte de Ferro.

Foram percorridas ainda áreas a serem incluídas na ampliação do Parna, como os vales do Rio Piabetá e o Pico do Itacolomi. Nestes locais, foram encontradas evidências de intensa exploração ilegal da fauna e flora. Porém, a presença de matas em bom estado de conservação com abundância de árvores frutíferas de grande porte indica que é possível uma rápida recuperação da fauna a partir da proteção efetiva destas áreas.

A analista ambiental do Cenap, Beatriz Beisiegel, destacou a a importância do projeto: "Esses resultados apontam para o papel fundamental que o mosaico de UCs da Mata Atlântica Central Fluminense deve desempenhar na conservação da onça pintada neste bioma, bem como para o potencial de resultados surpreendentes que a intensificação do esforço amostral na região pode trazer".

O projeto "Monitoramento de Mamíferos Terrestres de Médio e Grande Portes no Mosaico de Unidades de Conservação da Mata Atlântica Central Fluminense" é desenvolvido pelo Cenap e pelo Parna da Serra dos Órgãos, em parceria com o Parque Estadual dos Três Picos e a Reserva Biológica do Tinguá.

Fonte: Instituto Chico Mendes

  
  

Publicado por em

Hezio

Hezio

15/07/2014 21:15:37
Infelizmente deve ser uma população muito pequena, portanto, inviável a longo prazo. A área desse parque, embora pareça grande, é muito pequena para abrigar uma população viável de onça pintada.

Beto.

Beto.

25/02/2013 13:44:26
Sou amante da natureza e me alegro muito com uma noticia dessa.

Francisco neto

Francisco neto

13/07/2012 21:24:08
Eu estive semana passada no sitio de um amigo em Santo Aleixo fiquei fascinado pela quantidade de mata fechada e comentei com o caseiro aqui tem onca e ele confirmou que ja viu uma pintada bebendo agua no rio de manha cedo e muinto bom saber que um animal fascinante como esse esta voltando a habitar as matas do nosso estado que continue assim

Alex sandro

Alex sandro

04/08/2011 21:15:36
A pouco tempo alguns amigos que foram fazer trilha e passaram a noite em uma cabana nas margens de um riacho na reserva da Tijuca e grajaú identificaram pegadas na beira do riacho de um felino de porte médio podendo ser de uma onça parda.

Alessandro

Alessandro

29/09/2009 23:47:59
Saber que o felino mais belo de todos esta presente aqui na região serrana do rio é maravilhos, me faz ter esperança de que um bioma tão fragilizado como a Mata Atlântica possa se recuperar com a criação de corredores ecológicos, que incluam: Parque estadual dos três picos, Parque nacional da serra dos orgãos, APAs, Parque natural montanhas de teresópolis, RPPN`S, é essencial uma ligação entre as diversas aréas de preservação para a sobrevivência da nossa Onça-Pintada!

Pedro amarante mas

Pedro amarante mas

31/05/2009 23:42:42
Esta semana achamos rastro de onça novamente na regiao do Jacaranda.Havia pegadas pequenas tambem,talvez de un filhote,este lugar e de dificil acesso e ha uma grande quatidades de pacas e cotias.

att pedro mas

Juan

Juan

13/03/2009 08:25:18
No Parque Tres Picos na região do Jacaranda/Teresopolis,tenho observado rastro de onça,estou em duvida se é parda ou pintada.

Paula de Jesus da Silva

Paula de Jesus da Silva

06/02/2009 21:20:04
Fico muito emocionada,com muitas esperanças e feliz por saber que nossa natureza esta dando a volta por cima.Salve a Natureza!

Guilherme Bettamio Cerbella

Guilherme Bettamio Cerbella

05/02/2009 17:01:43
Sou amante da natureza e dos animais, e me preocupo em especial com a onça pintada. Ações rápidas nesse momento são essenciais para identificar e monitorar esses animais o mais brevemente possível, e paralelamente conscientizar e conseguir a colaboração da população dos arredores. É uma "Grande Notícia" e espero que elas também sejam encontradas no Parque Nacional do Itatiaia. Como já citado, esse animal está no topo da cadeia alimentar e a sua presença indica um bom estado de conservação nesse ecossistema. É uma oportunidade única, que não podemos deixar escapar. Um grande trabalho já está sendo feito no Parque Nacional de Iguaçu (PR) e no Pantanal, seria fantástico recuperarmos essa espécie no nosso Estado. Muito bom também a evidência de presença da parda e do veado. Por Favor acionem os Órgãos do Governo. Boa Sorte!

Alexandre

Alexandre

27/11/2008 14:33:06
Espero que os pesquisadores possam encontrar esses animais e consigam rastrea -los para que não sejam alvos de caçadores e agricultores da Região .

Paloma

Paloma

14/10/2008 10:06:18
muito legal esse texto adorei mesmo
é muito dez parabens

Andrea Oliveira de Luca

Andrea Oliveira de Luca

20/09/2008 10:00:38
Que maravilha, que legal, que ótima notícia, eu já tinha lido no site do Parque Nacional da Serra dos Orgãos que ela estava extinta por lá.
A presença de um predador de topo como a onça numa reserva, garante a saúde de toda a cadeia alimentar.
Parabéns !!!

Gabriel

Gabriel

12/09/2008 19:39:34
sou estudante de biologia e fico muito feliz com a notícia, e levando em consideração que uma onça precisa em média de 1.200 Ha de área para viver, caçar e etc... então, infelizmente, não são todos parques nacionais que podem abrigar essa espécie. o parque nacional da serra dos orgãos é um dos nossos maiores parques nacionais do estado do Rio de Janeiro localizado no nosso maior fragmento de mata atlântica do estado. parabéns ao projeto de monitoramento de mamíferos terrestres de medio e grande portes desenvolvido pelo CENAP. precisamos de muita pesquisa de base para conhecer oque temos em nossas UCs, em relação a diversidade de animais, plantas e etc...

André

André

02/09/2008 20:42:01
Fico super feliz em saber que aqui perto de Niterói ainda temos a onça, pois faz um bom tempo que eu perguntava se tinha ou não a Onça ainda no estado do Rio de Janeiro.