Maioria dos acidentes com animais marinhos envolve ouriços-do-mar

De quase 240 acidentes causados por animais marinhos analisados por Vidal Haddad Junior, da Faculdade de Medicina da Unesp - Universidade Estadual Paulista, em Botucatu (SP), metade foi provocada por ouriços-do-mar. Cnidários (águas-vivas e caravelas) for

  
  

De quase 240 acidentes causados por animais marinhos analisados por Vidal Haddad Junior, da Faculdade de Medicina da Unesp - Universidade Estadual Paulista, em Botucatu (SP), metade foi provocada por ouriços-do-mar. Cnidários (águas-vivas e caravelas) foram responsáveis por 25% dos acidentes e os outros 25% dos casos envolveram peixes venenosos (bagres, arraias e peixes-escorpião).

Haddad também investigou 200 pescadores vitimados por animais de água doce. Destes casos, 55% foram causados por piranhas e traíras; 40% por bagres e mandis; e 5% por arraias de água doce.

`O estudo sobre os acidentes causados por animais aquáticos no país apresenta comunicações esparsas e pouco conclusivas em termos de epidemiologia, relato dos sinais e sintomas e medidas terapêuticas empregadas`, diz Haddad em artigo publicado na Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, no final de 2003.

`É de se lamentar que envenenamentos de graves conseqüências, como os provocados por cnidários e peixes, sejam passíveis de terapias nem sempre baseadas em dados cientificamente comprovados, mesmo em ambientes hospitalares`, diz também.

Em geral, acidentes por ouriços-do-mar correspondem a ferimentos provocados pelas espículas (estruturas semelhantes a espinhos) do animal.

`Os maiores problemas ocorrem pela dificuldade de extração das espículas em pronto-socorros`, comenta Haddad.

Mas, no corpo dos ouriços-do-mar, ao lado das espículas, existem estruturas que contêm veneno. Injetado no organismo humano, esse veneno pode produzir reações graves.Já nos acidentes por cnidários, a pessoa fica com placas vermelhas no corpo e sente muito dor na região onde houve contato com o animal.

`As medidas de primeiros socorros para acidentes por águas-vivas devem utilizar compressas de água do mar gelada para controle da dor e banhos de vinagre no local atingido`, explica Haddad.

O vinagre desativa as substâncias tóxicas e água doce intensifica o envenenamento. Caso o estado de saúde da pessoa se agrave, ela deve ser encaminhada ao hospital. Dependendo da ação do veneno liberado pelo cnidário, a vítima pode ter náuseas, vômitos, arritmia cardíaca, edema agudo pulmonar e até morrer.

Quanto aos peixes marinhos, os peixes-escorpião causam os acidentes mais graves, enquanto os bagres deixam o maior número de vítimas.

`Os bagres marinhos têm ferrões venenosos no dorso e laterais que causam quadros dolorosos em pescadores e banhistas`, diz Haddad.

Embora bagres de água doce também façam muitas vítimas, nos rios, as piranhas e traíras são responsáveis por número maior de acidentes. Elas têm dentes cortantes que `provocam lesões laceradas com sangramento`, descreve o pesquisador.Também já foram relatados no país casos de envenenamento por ingestão da carne de certas espécies marinhas. Ainda não existem, contudo, informações sistematizadas sobre tais ocorrências.

Fonte: Agência Notisa


Caravelas

  
  

Publicado por em

Carolzinha

Carolzinha

04/05/2009 12:36:18
Adoro animais marinhos e por tanto entendo que apesar de a maioria dos acidentes serem causados por eles, somos nós os errados por envadirmos o espaço deles...

Hedwig Catarina Schmidt

Hedwig Catarina Schmidt

22/01/2009 20:13:22
eu gosto muito de estudar sobre esses animais q apesar de nos maxucarem são maravilhosos e devemos entender q eles só irão nos atacar se fizermos mau ou se invadirmos o espaço deles

Bruninha

Bruninha

04/09/2008 19:23:15
eu gosto muito de ciências então tudo que diz sobre animais eu fico ligada,
mas eu gostei muito desse anúncio, fiquei mas por dentro do assunto,
parabens!!!