Curitiba-PR revela que está ocorrendo redução na geração de lixo doméstico

A coleta de lixo doméstico, na capital paranaense, diminuiu 7,44% nos primeiros seis meses deste ano em relação ao mesmo período de 2002. Em média, os caminhões da prefeitura recolhiam 1.262 toneladas por dia no ano passado. Entre janeiro e junho deste a

  
  

A coleta de lixo doméstico, na capital paranaense, diminuiu 7,44% nos primeiros seis meses deste ano em relação ao mesmo período de 2002. Em média, os caminhões da prefeitura recolhiam 1.262 toneladas por dia no ano passado. Entre janeiro e junho deste ano, essa média caiu para 1.168 toneladas/dia.

Segundo análise da gerente de limpeza do Departamento de Limpeza Pública do município, Gisele Martins dos Anjos, a redução está relacionada à crise econômica pela qual passa o Brasil. Sem dinheiro no bolso, as pessoas passaram a consumir menos e, conseqüentemente, acabaram gerando menos lixo.

Gisele descarta a possibilidade de os números serem decorrência de uma piora no sistema de coleta. `Você não vê a cidade suja, o aspecto é o mesmo. Portanto, o lixo continua sendo recolhido`, diz.

A redução na geração de lixo representou uma economia para a prefeitura. O município paga R$ 59,05 por tonelada recolhida para a empresa que faz a coleta. Como nos primeiros seis meses do ano foram coletadas 11.066 toneladas a menos que em 2002, a economia foi de R$ 653 mil.

Fonte: AssCom PM Curitiba

  
  

Publicado por em