Fórum Nacional Lixo e Cidadania visa inserir os catadores em programas de coleta seletiva

Mais de 46 mil crianças e adolescentes que trabalhavam nos lixões e nas ruas, catando lixo reciclável, trocaram a insalubridade dessa atividade pela sala de aula, após os 4 anos de trabalho do Fórum Nacional Lixo e Cidadania. O anúncio foi feito por T

  
  

Mais de 46 mil crianças e adolescentes que trabalhavam nos lixões e nas ruas, catando lixo reciclável, trocaram a insalubridade dessa atividade pela sala de aula, após os 4 anos de trabalho do Fórum Nacional Lixo e Cidadania.

O anúncio foi feito por Téia Magalhães, da Organização não Governamental Água e Vida, e secretaria executiva do Fórum, durante entrevista coletiva, no Centro de Treinamento do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, em Brasília (DF).

O Fórum tem como objetivos colocar crianças e adolescentes que trabalham com lixo nas escolas; inserir socialmente e economicamente os catadores em programas de coleta seletiva e erradicar os lixões.

"Enquanto houver os lixões, teremos gente catando lixo com sua família e suas crianças", destacou Téia explicando que o Fórum distribui bolsas no valor de R$ 40,00 às famílias por cada filho retirado dos lixões. "O município também recebe R$ 10,00 por criança para investir em atividades complementares como aulas de teatro, dança e computação".

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em