Problemática do lixo no Brasil e no mundo foi tema de palestra em São Paulo

O PROAONG - Programa Estadual de Apoio às ONG`s, da Secretaria do Meio Ambiente, dentro da sua proposta de aprofundar os conhecimentos ambientais dos membros das Organizações Não-Governamentais, promoveu na quinta-feira, dia 30/10, em São Paulo, uma pales

  
  

O PROAONG - Programa Estadual de Apoio às ONG`s, da Secretaria do Meio Ambiente, dentro da sua proposta de aprofundar os conhecimentos ambientais dos membros das Organizações Não-Governamentais, promoveu na quinta-feira, dia 30/10, em São Paulo, uma palestra com o jornalista Washington Novaes, que abordou a problemática do lixo no Brasil e no mundo.

A experiência do jornalista nessa questão vem de quatro vertentes. Foi secretário do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do Distrito Federal, época em que enfrentou uma série de dificuldades para tentar implantar um sistema de coleta seletiva e reciclagem no município.

Trabalha há 50 anos como jornalista e realizou uma série de documentários sobre o lixo, para a TV Cultura, denominada “Ciclo do Lixo”, quando percorreu diversos países e cidades do Brasil. Foi diretor do Instituto D. Fernando, em Goiânia, onde implantou, entre outros projetos, uma cooperativa de coleta seletiva. Também foi o responsável pela concepção do Plano Diretor de Limpeza Urbana na cidade de Goiânia.

Após viver todas essas experiências, o jornalista chegou à conclusão de que é muito difícil mexer com o lixo, que constitui um dos temas mais polêmicos da área ambiental, envolvendo muitos interesses financeiros e políticos, o que dificulta a implantação de sistemas eficientes de coleta e reciclagem, pelo menos no Brasil.

Quanto ao lixo no mundo, os números são assustadores. Entre lixo domiciliar e comercial são produzidas, por dia, 2 milhões de toneladas, o que equivale a 700 gr por habitante de áreas urbanas. Só em Nova York, porém, são gerados 3 kg de lixo/dia por pessoa, enquanto em São Paulo esse número chega a 1,5 kg/dia por pessoa.

O Brasil produz de 125 a 130 mil toneladas/dia de lixo, resultando em 45 milhões de toneladas por ano.Analisando esses números, fica claro que o Brasil, que concentra 3% da população mundial, é responsável por 6,5% da produção de lixo no mundo.

Fica evidente, conforme Novaes, que estamos vivendo numa sociedade consumista e que gera muito lixo, sendo que apenas 11% desse lixo vai para aterros adequados. Vale ressaltar que nesses números não estão incluídos o lixo industrial, hospitalar, rural e tecnológico.

Para o jornalista, a situação nacional só não é pior porque temos uma “legião de heróis” que são os catadores, que hoje já estão organizados reivindicando o reconhecimento da profissão.

`Se não fossem eles já estaríamos numa situação dramática`, afirmou.

Europa

A Europa está muito à frente do Brasil e a legislação da União Européia é progressiva, sendo que o não cumprimento significa advertências e punições.

Na Alemanha, a legislação responsabiliza os produtores de embalagem por todo o ciclo do produto, a coleta seletiva é obrigatória em todo o país e o gerador de entulho paga pelo recolhimento e reciclagem.

Na Suécia, a proposta é a eliminação da coleta domiciliar, com a instalação de postos públicos para receber o lixo levado pelos cidadãos. Esse é o único país onde existe reciclagem de veículos, cujos proprietários, já na compra, pagam uma taxa de reciclagem.

O último usuário do veículo, ao decidir levá-lo para a reciclagem, recebe de volta a taxa paga na compra, com o rendimento acumulado no período.

Já na Noruega, que tem um território muito pequeno e exporta o seu lixo para a Suécia, o próprio rei faz a compostagem do material orgânico dentro da sua propriedade, que fica aberta à visitação pública. Exemplos de criatividade e experiências bem-sucedidas são inúmeros, porém, o drama da depredação ambiental é crescente.

Novaes ressaltou que `os padrões de produção e consumo no mundo, hoje, estão 20% acima da capacidade de reposição da biosfera, isso porque existe mais de 1 bilhão de pessoas passando fome”.

Se essas pessoas saírem da linha da miséria serão necessários mais dois ou três planetas para atender às necessidade de extração dos recursos naturais, segundo alertou o jornalista.

Fonte: Ass. Imprensa da Secr. do Meio Ambiente de SP

  
  

Publicado por em

Simone

Simone

20/03/2012 08:01:41
Fiquei muito preocupada com a colocação do jornalista sobre a dificuldade de se resolver a nivel governamental a questao do lixo. Será que não merece denuncia na TV?

Linomar Pigozzo

Linomar Pigozzo

02/10/2011 20:20:14
Matéria super interessante que nos leva a uma reflexão quanto aos abusos que cometemos com a natureza. Vejo que precisamos agir rápido fazendo nossa parte e exigir de nossos governantes mais seriedade nas políticas ambientais.

FRANCELINO

FRANCELINO

11/09/2010 15:59:35
LIXO? Todos nós somos responsáveis!Porque não começar em casa; à nos reeducarmos na oganização do lixo. Deixar de comudismo, agir de maneira correta. Afinal,tudo começa em casa!Vamos fazer uma família "BRASIL"

Amanda

Amanda

19/08/2010 17:29:49
parabéns pela matéria...é de pessoas como você que precisamos para alertar a todos os danos que estamos causando para o nosso planta, com nossas atitudes consumistas

Francisco Luis

Francisco Luis

23/05/2010 22:09:06
É preciso reciclar o lixo, começando por reciclar nossa consciência e a do outro, tornando-se cada vez mais: menos consumista, mais utilitarista e responsável para com nosso planeta. Acreditemos na possibilidade de mudança; Isso é o que me move...

Amanda

Amanda

22/05/2010 10:25:56
Obrigada, me ajudou bastante em um trabalho escolar. Além de conscientizar a população!

Iamim marinhos lopes

Iamim marinhos lopes

17/05/2010 21:28:57
Gostei muito desse documentário!!!! Parabéns e até mais....

ERICA LORENA (BARCARENA-PARÁ)

ERICA LORENA (BARCARENA-PARÁ)

14/05/2010 10:21:38
Gostei da enquete que foi escrita pois lixo não é bricadeira. Então é bom saber que ainda existe pessoas que se importam com o meio ambiente, pois aqui na minha paróquia fazemos a reciclagem de tudo.

Parabéns pela atitude de salvar o planeta pelas as sugeras que nós porcos fazemos desculpas pelo modo de falar.

Thalita

Thalita

10/05/2010 16:24:43
É muito bom saber quer a qualquer hora podemos saber de algo mais!

Andressa

Andressa

05/05/2010 08:34:27
Não adianta nada fazer palestra se quando as pessoas saem do local ninguem faz a sua parte...

Rosane Menon

Rosane Menon

01/06/2009 15:02:34
achei muito bom pois ensinou muita coisa que eu não sabia.

Luis henrique

Luis henrique

26/02/2009 22:48:37
Achei legal sim, é um site que mostra tudo que procuramos e explica tudo certinho

Equipe EcoViagem

Equipe EcoViagem

Olá Luis, O Portal EcoViagem trabalha para levar à todos as melhores matérias. E são internautas como você que nos impulsiona a trabalhar e melhorar cada vez mais! Agradecemos o comentário. Portal EcoViagem
Edna

Edna

29/01/2009 12:15:57
parabéns pelas diversas iniciativas do jornalista,pois a consciência sem ação não gera solução.Gostei muito do documentário.

Nara

Nara

16/10/2008 20:18:15
Gostei muito desse documentário!!!! Parabéns e até mais....

Ian vieira

Ian vieira

09/09/2008 16:02:14
muito firme! vo virar catador de lixo e deixar de ser estudante!