Projeto ensina moradores de Recife a reaproveitar o lixo

A comunidade será orientada também a como descartar os resíduos de forma correta.

  
  

O descarte de lixo nos canais é um dos principais causadores de alagamentos. Pensando nisso, a Prefeitura do Recife inicia, nesta segunda-feira (25), às 14h, no bairro do Coque, um projeto (Reaproveitar com Arte) para combater o despejo irregular e, assim, prevenir contra transbordamentos. Para tanto, agentes ambientais visitarão 15 comunidades recifenses e ensinarão a população situada próximo a canais a transformar materiais como a garrafa PET em artigos decorativos e brinquedos.

De forma lúdica e didática, a equipe ambiental formada por 2 arte-educadores e um assistente social, mostrará o efeito provocado pelo despejo do lixo nos canais. Partindo disso, a comunidade será orientada também a como descartar os resíduos de forma correta, para, em seguida, começarem as oficinas técnicas.

A primeira área escolhida foi o bairro Coque, onde está situado o canal do Fernandinho. Durante 4 dias, os moradores que moram próximo a essa rede de drenagem receberão 4 horas de aulas com técnicas para produção de brinquedos, bijuterias, porta-jóias, artigos artesanais, entre outros. “Nossa idéia é sensibilizar os moradores sobre a importância do ser humano na preservação do meio ambiente. Além disso, essas pessoas aprenderão uma técnica para produzir objetos que podem até ser comercializados, gerando uma renda extra para quem participar”, ressalta a coordenadora do projeto, Jane Cristina Correia.

Todos os participantes do projeto ainda receberão um certificado e apresentarão o trabalho produzido para a comunidade numa exposição. “Esta primeira turma mostrará o trabalho no Jardim Botânico na Semana do Meio Ambiente. Queremos, com isso, atrair mais pessoas para esta campanha, e assim, garantir um inverno mais tranquilo para as comunidades que moram nas proximidades de canais”, conclui Cristina.

Esta será a 4° edição do projeto que visitou mais de 30 bairros da cidade nos últimos 3 anos. Para participar das oficinas, a população deve procurar a Assessoria Sócio-Ambiental da Emlurb, através do telefone 81. 3232.5705

Fonte: Prefeitura de Recife

  
  

Publicado por em

Fabiana de Carvalho A. Almeida

Fabiana de Carvalho A. Almeida

15/10/2009 14:39:40
Acho interessantíssimo trabalhar com a educação do povo, para melhoria do meio ambiente. Além de promover renda extra estará contribuindo com o meio ambiente.

Maria Jaína Fernandes Farias

Maria Jaína Fernandes Farias

25/05/2009 23:15:59
Estratégia excelente para sensibilização da sociedade e do território em questão. É fazendo que se aprende, mesmo porque, esta prática ambiental está inclusa nos conceitos dos 3Rs (reduzir, reutilizar e reciclar). Gostaria que todas as Cidades do Brasil fizessem o mesmo direcionados principalmente a população periférica. Parabéns.