Solução para reduzir a emissão de metano

Redução do gás metano produzido por ovinos é o primeiro resultado do convênio entre o Programa de Pós-Graduação do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP) e a Universidade de Alexandria, no Egito

  
  
A utilização de um terço da planta na alimentação diária resultou numa diminuição de 14% do gás produzido

Redução do gás metano produzido por ovinos é o primeiro resultado do convênio entre o Programa de Pós-Graduação do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP) e a Universidade de Alexandria, no Egito. A pesquisa foi desenvolvida por Yosra Ahmed Soltan, no doutorado realizado no Laboratório de Nutrição Animal do Cena. A egípcia estudou a inclusão de leucena (planta rica em tanino) na dieta dos animais, tendo em vista que a substância tem a capacidade de diminuir a produção do gás nos animais ruminantes.

A utilização de um terço da planta na alimentação diária resultou numa diminuição de 14% do gás produzido. Para o professor do Cena e orientador do trabalho, Adibe Luiz Abdalla, esse resultado é bastante significativo. "Pesquisadores do mundo buscam soluções para diminuir a emissão de metano por animais ruminantes", explica.

A preocupação com isso está associada ao fato de que o metano é um gás 20 vezes mais potente do que o dióxido de carbono (CO2) no processo do efeito estufa, e de que parcela significativa de sua presença na atmosfera pode ser atribuída aos ruminantes (cerca de 15%). O Laboratório de Nutrição Animal do Cena tem tradição nesta área de estudo, principalmente na utilização de plantas taniníferas na alimentação dos animais.

"Temos resultados igualmente promissores em experimentos com ovelhas da raça Santa Inês que, quando alimentadas com sansão-do-campo (planta que também é muito rica em tanino), são obtidos efeitos semelhantes". Tese defendida, a seguir Yosra testará os métodos desenvolvidos em Piracicaba na Universidade de Alexandria. "Temos leucena também no Egito. Levaremos daqui a tecnologia das câmaras de trocas de gases para colhermos o metano emitido pelo rebanho de lá", informa.

Segundo o professor Sobhy Sallam, do Departamento de Produção Animal da
Faculdade de Agricultura da Universidade de Alexandria,há outros alunos egípcios interessados nesse intercâmbio científico entre as duas instituições. "Também estamos negociando a ida de alunos daqui para o Egito", afirma Sallam. O trabalho de Yosra foi financiado pela Academia de Ciências para o Desenvolvimento Mundial (TWAS) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em

Avanir Ramos Rosa

Avanir Ramos Rosa

04/11/2012 12:26:13
Gostei da materia, sempre tem coisas legais, essa do gás metano produzido pelos bovinos e soluções foi uma dica bem legal. Valeu!