Webinário e Curso Online Gratuíto

Notícias > Ambiente > Nosso Planeta > 

Brasil é lider mundial em projetos de créditos de carbono

http://www2.uol.com.br/oradical/images/print.gif http://www2.uol.com.br/oradical/images/send.gif O Brasil tornou-se líder mundial em projetos de créditos de carbono, mercado que movimentou 9,4 bilhões (ou US$ 11,6 bilh&oti

10 de Outubro de 2006.
Publicado por Vininha F. Carvalho  

http://www2.uol.com.br/oradical/images/print.gif

http://www2.uol.com.br/oradical/images/send.gif

O Brasil tornou-se líder mundial em projetos de créditos de carbono, mercado que movimentou " 9,4 bilhões (ou US$ 11,6 bilhões) em 2005, ano em que passou a vigorar o Protocolo de Kyoto, acordo mundial para reduzir as emissões de gases poluentes. São 37 programas brasileiros registrados na ONU - Organização das Nações Unidas, órgão responsável pela certificação dos projetos, num universo de 150. O Brasil está à frente da Índia (28), México (15), Chile (10), Honduras (9) e China (7).

No entanto, embora o Brasil esteja hoje na dianteira em relação ao número de projetos aprovados pela ONU, é grande a chance da Índia tomar a posição brasileira nos próximos meses. Isso porque o país asiático tem atualmente um número maior de projetos submetidos à ONU, são 61 no total, contra 45 do Brasil, que podem ou não ser aprovados pelo órgão internacional.

Enquanto China e Índia têm maiores volumes de carbono, o Brasil apresenta um portfólio mais diversificado de projetos engajados com a redução da emissão de gases poluentes, de acordo com vice-presidente de transações da Econergy.

A grande maioria dos programas brasileiros de redução das emissões de carbono envolve projetos de cogeração a partir do bagaço da cana-de-açúcar.

Porém, o destaque do País são os projetos que utilizam aterros sanitários, diz o vice-presidente da Econergy, que sozinha participa de 21 programas de crédito de carbono existentes hoje no Brasil. O principal deles foi anunciado em São Paulo, e prevê a venda de 1 milhão de toneladas de crédito de carbono gerado no Aterro Bandeirantes ao banco alemão KFW.

Fonte: Carbono Brasil

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários

HELIO HENRIQUE

 postado: 27/7/2010 15:16:47editar

VEJO O BRASIL COM UM ENORME POTENCIAL EM GERAÇÃO DE CREDITO DE CARBONO, PORÉM SE UTILISASSEMOS 10% DO QUE É DESVIADO DOS COFRES PUBLICOS DO BRASIL, PARA FINANCIAMENTO DESSES PROJETOS, COM CERTEZA SERIAMOS N 1 NO RANQUE MUNDIAL DO CREDITO DE CARBONO,NOSSO GOVERNO INFELIZMENTE NÃO PARTICIPA COM O APORTE NECESSÁRIO, E SEUS GASTOS SE CONCENTRAM EM VIAGENS COMO A COP XVI, EM QUE TIVEMOS A MAIOR COMITIVA A "PARTICIPAR" DE TODOS OS TEMPOS,SENDO QUE O QUE SE GASTOU NESTA VIAGEM CERTAMENTE TERIAMOS AI QUEM SABE OCUPADO O 2 LUGAR........RSSSSSSSSSSSS

 

 

Veja também

Proposta brasileira não é suficiente para deter mudanças climáticasA biossegurança do planeta pode estar nas mãos do governo brasileiro

 

editar    editar    editar    447 visitas    1 comentários