Mergulhador é ameaçado após capturar polvo-gigante nos Estados Unidos

Um jovem mergulhador gerou revolta após ter sido fotografado ao lado do corpo de um polvo-gigante, em Seattle, nos Estados Unidos. Flagrado ao lado de um amigo durante a caçada, o mergulhador ainda postou fotos do animal morto no Facebook

  
  
Dylan Mayer (20) teria capturado uma fêmea de cerca de 15kg e a retirado ainda vivo da água, causando a ira da comunidade local

Um jovem mergulhador gerou revolta após ter sido fotografado ao lado do corpo de um polvo-gigante, em Seattle, nos Estados Unidos.

Dylan Mayer (20) teria capturado uma fêmea de cerca de 15kg e a retirado ainda vivo da água, causando a ira da comunidade local.

Flagrado ao lado de um amigo durante a caçada, Mayer ainda postou fotos do animal morto no seu perfil do Facebook. Apesar de possuir licença para capturar o animal, o jovem foi repreendido por outros mergulhadores que buscam agora criar uma área protegida no local, visando impedir a caça aos polvos-gigantes.

Após matar o polvo, ele passou a receber telefonemas com ameaças e mensagens violentas através da internet

Em entrevista ao "Komo News", um veículo de imprensa local, Mayer justificou sua caçada.

"Eu como ele como se fosse carne. Não é diferente de pescar. É só um outro animal", disse o mergulhador. Não existem leis criadas especificamente para a proteção do polvo-gigante, entretanto, o local da captura é conhecido pela intensa presença de mergulhadores interessados em estudar o animal.

O homem vem recebendo telefonemas com ameaças e mensagens violentas através da internet. Ele ainda afirmou que, se soubesse a importância do local para os pesquisadores, não teria caçado o exemplar.

Fonte: Mergulho Scuba

  
  

Publicado por em