Novo defeso do caranguejo vai até dia 23

O superintendente do Ibama no estado de Sergipe, Manoel Rezende Neto, informa à população que no período de 19 a 23 de fevereiro (II fase), estarão proibidas as atividades de captura, manutenção em cativeir

  
  

O superintendente do Ibama no estado de Sergipe, Manoel Rezende Neto, informa à população que no período de 19 a 23 de fevereiro (II fase), estarão proibidas as atividades de captura, manutenção em cativeiro, transporte, beneficiamento e industrialização de qualquer indivíduo da espécie Ucides cordatus, (caranguejo-uça), época de reprodução do caranguejo, conhecida popularmente como andada, ficando proibido também, o transporte interestadual e a respectiva comercialização do crustáceo sem a comprovação de origem.

As pessoas físicas ou jurídicas que se utilizam dessas atividades, deverão apresentar-se a Superintendência do Ibama/SE, localizada à Av. Coelho e Campos 521, 1º andar, Centro, até o último dia que antecede o período (18/02), munidos de declaração/relação dos produtos estocados, de acordo com a forma estabelecida na Portaria SUPES/SE nº 12, de 19 de dezembro de 2006, publicada no DOU de 18/01/2007.

O superintendente lembra aos que fazem uso destas atividades, que o órgão estará recebendo a documentação exigida inclusive nos dias 17 e 18 de fevereiro (sábado e domingo) de carnaval. O descumprimento da portaria sujeitará os infratores às penalidades previstas na Lei nº 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais). A multa para esse crime varia de R$ 700,00 (setecentos reais) a R$ 100 mil (cem mil reais), com acréscimo de R$ 10,00 (dez reais), por quilo do produto apreendido.

O defeso do caranguejo tem como finalidade garantir a preservação da espécie, o ciclo de reprodução do crustáceo e em conseqüência o aumento da sua população nos manguezais do estado. Em Sergipe o defeso acontece em três fases distintas, a primeira de 22 a 26 de janeiro, a segundo de 19 a 23 de fevereiro e a terceira que ocorrerá de 21 a 25 de março.

por: Marilene Silvestre
Ibama/SE

  
  

Publicado por em

Douglas Tocntins Maltez Neves

Douglas Tocntins Maltez Neves

25/04/2009 11:15:58
Parabéns!
Muito bom seu site.
Gostaria de saber como, quais os processos ou tipos de manejo que posso executar para criar e conseguir reproduzir caranguejos em cativeiro sem a utilização de lama. Ou, essa é uma condição indispensável para a reprodução dos crustáceos em questão?

MYK

MYK

Trata-se de uma questão especifica. Voce pode entrar em contato com o SEBRAE de seu estado para maiores esclarecimentos.