Ongs e movimentos sociais indicam 21 questões para a Conferência Nacional de Meio Ambiente

Para os participantes do FBOMS,a Conferência Nacional de Meio Ambiente deveria incorporar as propostas da plataforma “Brasil Século 21: a sustentabilidade que queremos” e da Agenda 21 brasileira para que a Conferência possa ser um passo concre

  
  

Para os participantes do FBOMS,a Conferência Nacional de Meio Ambiente deveria incorporar as propostas da plataforma “Brasil Século 21: a sustentabilidade que queremos” e da Agenda 21 brasileira para que a Conferência possa ser um passo concreto de mudanças na direção da sustentabilidade socioambiental do país

O Fórum Brasileiro de ONGs (organizações não governamentais) e Movimentos Sociais para Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente - FBOMS, coalizão criada em 1990 para influenciar e participar a formulação de políticas e programas nacionais e globais de desenvolvimento sustentável, trouxe para o seu 17 º Encontro Nacional em Brasília (26 e 27 de novembro), delegados de Ongs e Movimentos Sociais e representantes convidados para a 1a. Conferência Nacional do Meio Ambiente (CNMA), com a finalidade de articular previamente as propostas dessa conferência.

Mais de cem delegados e convidados discutiram os desafios para o Brasil ter um novo projeto de desenvolvimento nacional, que contemple as necessidades e características regionais e locais, e ao mesmo tempo concretize as propostas de sustentabilidade, isto é integridade ambiental, justiça e inclusão social, democracia e respeito à diversidade cultural e étnica, entre outros.

Os participantes adotaram um documento, com 21 pontos que deveriam estar refletidos nas deliberações da CNMA para que esta possa ser um passo concreto de mudanças na direção da sustentabilidade socioambiental do país.

Para Temístocles Marcelos, coordenador do FBOMS e membro da Comissão de Meio Ambiente da CUT, “os diversos integrantes do Fórum esperam que o Governo Lula incorpore em todas as suas áreas e políticas as propostas de sustentabilidade,e não reduza a questão ambiental a uma mera variável pontual de projetos de obras do Poder Executivo”.

O coordenador do FBOMS lembrou que ainda em 2002 o Fórum apresentou aos candidatos à Presidência o documento “Brasil Século 21: a sustentabilidade que queremos”, no qual estão resumidas propostas de curto, médio e longo prazo para políticas nacionais e internacionais que deveriam estar refletidas tanto no PPA–Plano Plurianual como na agenda ambiental do país.

Para os participantes do FBOMS,a Conferência Nacional de Meio Ambiente deveria incorporar as propostas da plataforma “Brasil Século 21: a sustentabilidade que queremos” e da Agenda 21 brasileira.

Fonte: Vita e Civilis

  
  

Publicado por em