País vive revolução na gestão de recursos hídricos

O novo presidente da ANA - Agência Nacional de Águas, José Machado, afirma que o país vive `uma grande revolução na gestão dos recursos hídricos`. A principal mudança, segundo Machado, é a implantação do Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hídr

  
  

O novo presidente da ANA - Agência Nacional de Águas, José Machado, afirma que o país vive `uma grande revolução na gestão dos recursos hídricos`. A principal mudança, segundo Machado, é a implantação do Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hídricos.

`Eu estou muito otimista com estas mudanças que vêm ocorrendo no Brasil`, disse José Machado, em entrevista à Rádio Nacional AM.

Machado avalia que cresce no país a compreensão de que os recursos hídricos são fator fundamental para o desenvolvimento do país e da qualidade de vida.

O presidente da ANA explica que muitos estados e municípios têm adotado o sistema que pretende valorizar o gerenciamento por bacia hidrográfica. Vários estados, como São Paulo, Ceará e Paraná, têm criado comitês de bacias e consórcios intermunicipais para tratar da questão com a participação da sociedade.

José Machado avalia que essas mudanças são essenciais para garantir que o Brasil preserve seu enorme potencial. Segundo ele, o país é responsável por cerca de 13% da disponibilidade mundial de água doce.

`Há quem diga que a água vai se tornar tão importante quanto o petróleo foi no século passado`.

Mas a poluição da água nas regiões metropolitanas ainda é uma grave questão a ser enfrentada, avalia José Machado. Uma das principais razões é a falta de sistemas eficientes de tratamento do esgoto.

`Os municípios de modo geral não priorizam o tratamento de esgotos nas suas decisões administrativas`, critica.

Para José Machado, é preciso implantar mudanças tecnológicas para o reaproveitamento da água. Essa tecnologia pode ser usada principalmente pelos grandes consumidores de água, como indústrias e agricultores.

Esses dois setores são responsáveis por 90% do consumo nacional de água. O reuso da água já vem sendo adotado por muitas indústrias principalmente por uma questão econômica.

`A água vem se tornando em algumas regiões do país um elemento caro`, explica o presidente da ANA.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em