Pau-brasil é preservado no Estado de São Paulo

Considerado símbolo do País, o pau-brasil (Caesalpinia echinata) é hoje uma espécie rara, em perigo de extinção. Para compreender melhor a presença e conservação da árvore, a Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo está financiando o

  
  

Considerado símbolo do País, o pau-brasil (Caesalpinia echinata) é hoje uma espécie rara, em perigo de extinção. Para compreender melhor a presença e conservação da árvore, a Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo está financiando o Projeto Pau-Brasil, sob coordenação do Instituto de Botânica, vinculado à Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

Para levantar dados, referências e informações para o estudo, o pesquisador Yuri Tavares Rocha, do Instituto de Botânica, percorreu, de novembro de 2002 a janeiro, o Interior paulista, procurando evidências científicas da ocorrência natural no Estado e pesquisando plantios quando a árvore não é nativa do local (geralmente realizados em câmpus universitários, parques, bosques e jardins botânicos).

“A maioria das árvores estava em floração ou frutificação, o que demonstra que encontraram condições favoráveis para o seu desenvolvimento”, observou.

EXEMPLOS

O pesquisador visitou as cidades de Campinas, Paulínia, Piracicaba, Iperó, Botucatu, Bauru, Jaboticabal, Ribeirão Preto, Franca, Mogi-Guaçu, Ilhabela, Santos, Rio Claro, Jaú, Avaré e Lorena.

Um dos principais resultados desse trabalho de campo foi a descoberta de um bosque de pau-brasil com mais de 800 árvores. Fica em Jaú, na Fazenda Santa Carolina, do grupo Atalla, e se trata possivelmente da maior iniciativa particular na conservação da espécie no Estado.

Em Lorena, foram encontradas 49 árvores plantadas em 1963 na Escola Estadual Gabriel Prestes. É, provavelmente, a maior coleção dessa espécie numa escola pública.

“Esses acervos vivos são pouco conhecidos. É bom informar a população sobre a conservação e plantio dessas árvores, além de estimular e valorizar as pessoas e instituições que cuidam dos pés de pau-brasil existentes”, afirmou Yuri.

Fonte: Agência Imprensa Oficial

  
  

Publicado por em

Ellena

Ellena

09/08/2012 08:25:18
eu acho que as pessoas devião não prender os animas como a
arara-azul,mico-leão-dourado,peixe-boi,tartaruga-verde,urco-polar.E varios animais em extinção porque os animais tem que viver na natureza.Obrigado por quem viu a minha opinião