Pesquisa de opinião mostra relação de moradores de Planaltina com o meio ambiente

Cerca de 62% dos moradores do Condomínio Mestre D`Armas - que faz fronteira com a Esec-AE - acham que os cuidados com o Córrego Mestre D`Armas são de responsabilidade dos residentes. Entretanto, os resultados da pesquisa apontam que falta compromisso dest

  
  

Cerca de 62% dos moradores do Condomínio Mestre
D`Armas - que faz fronteira com a Esec-AE - acham que os cuidados com o Córrego Mestre D`Armas são de responsabilidade dos residentes. Entretanto, os resultados da pesquisa apontam que falta compromisso
destes com a efetiva proteção do curso d`água.

Esta e diversas outras conclusões serão apresentadas ao público e à imprensa no II Congresso - A Estação Ecológica de Águas Emendadas e a Pesquisa de Opinião nas Escolas Públicas de Planaltina DF, dia 8/9, a partir das 13h, no Ginásio de Funções Múltiplas, Área Especial 1, Av. WL 2 - Setor Recreativo e Cultural de Planaltina, no Distrito Federal.

Todo o trabalho de pesquisa foi realizado pelos alunos de sete escolas de Planaltina, com o uso da metodologia de ensino do Instituto Paulo Montenegro: Nossa Escola Pesquisa sua Opinião, do Ibope.

O projeto, realizado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do DF, com apoio do programa Água para a Vida, da ONG ambientalista WWF-Brasil, tem por objetivo envolver os alunos e a comunidade de Planaltina na proteção ambiental da região, em especial do delicado sistema de Águas Emendadas, ameaçado por pressões urbanas e agrícolas.

Para a educadora Isabel da Silva Magalhães, da Esec-AE, o importante da metodologia é o fato de que os alunos produzem conhecimento.

`Cada escola escolhe seu tema, elabora a pesquisa e compartilha seus resultados durante o Congresso`, disse Isabel.

Várias atividades estão programadas ao longo da tarde, principalmente com a apresentação das pesquisas realizadas, música e teatro. As pesquisas envolvem o bioma Cerrado, a produção de lixo, o manejo de água
doce, reciclagem, o potencial econômico do Cerrado e até a sexualidade do ponto de vista dos alunos de Sobradinho.

Fonte: WWF-Brasil

  
  

Publicado por em