Pesquisa inédita distingue geneticamente soja no Brasil

Cerca de 184 tipos de soja utilizadas nos campos brasileiros foram distinguidas pela agrônoma Regina Priolli. O estudo, inédito no Brasil, traçou o perfil genético da espécie e foi defendido no Departamento de Genética da Faculdade de Medicina de Ribeirão

  
  

Cerca de 184 tipos de soja utilizadas nos campos brasileiros foram distinguidas pela agrônoma Regina Priolli. O estudo, inédito no Brasil, traçou o perfil genético da espécie e foi defendido no Departamento de Genética da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP.

A agrônoma observa que, a partir de seu estudo chamado Diversidade genética em cultivares brasileiros de soja baseado em marcadores microsatélites, o Brasil passa ter mais um perfil de espécie baseado no DNA.

`Antes,havia somente descritores morfológicos e/ou bioquímicos, alguns de DNA, mas não de fácil protocolo.Além disso, surge um retrato da diversidade genética dos programas de melhoramentos no País e de suas práticas`, afirma Regina.

Sobre os marcadores microssatélites, ela explica que são fragmentos de DNA retirados das células da espécie estudada. Os mesmos utilizados em testes de paternidade.

A pesquisadora também analisou seis programas de melhoramento da cultura dos seguintes grupos: Embrapa, IAC - Instituto Agronômico, Emater de Goiás, Monsoy,Indulsem e Coodetec. Após compará-los, concluiu que há maior diversidade genética nas amostras do IAC.

A pesquisa, realizada em dois anos, teve como amostras 186 cultivares, mas só foram analisados 184. Sobre os dois restantes, a agrônoma explica que “eles apresentaram os mesmos perfis genéticos entre si”.

Outra preocupação de Regina Priolli foi identificar se houve ou não mudança na diversidade da soja em função das práticas de melhoramento genético. Para isso, ela dividiu as variedades em períodos de lançamento, desde 1980 até 2000.

“Não houve mudança na diversidade. É a mesma de 20 anos atrás, mesmo sofrendo tanta pressão de seleção”, revela a agrônoma.

Fonte: IAC - Instituto Agronômico de Campinas

  
  

Publicado por em