Pesquisador norueguês quer estudar os efeitos da poluição na saúde reprodutiva

O professor Jon Oyvind Odland, do Instituto de Medicina Comunitária da Universidade de Tromso, na Noruega, esteve visitando a Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), em Botucatu. O objetivo de sua vinda ao Brasil foi manter

  
  

O professor Jon Oyvind Odland, do Instituto de Medicina Comunitária da Universidade de Tromso, na Noruega, esteve visitando a Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), em Botucatu.

O objetivo de sua vinda ao Brasil foi manter contatos preliminares para estabelecimento de programas de cooperação no campo da segurança alimentar e da saúde reprodutiva, com ênfase especial em aspectos da proteção e nutrição na gravidez.

Odland é ginecologista, epidemiologista e responsável pela organização e coordenação de projetos bilaterais e multilaterais em diversas regiões do mundo, tais como Canadá, Rússia e Vietnam. Muitos desses programas contam também com a participação do Instituto Norueguês de Pesquisa em Pesca e Aqüicultura.

Na reunião com os dirigentes da Faculdade de Medicina, no dia 23/3, Odland expôs as principais diretrizes de um estudo que pretende realizar, em parceria com especialistas brasileiros, com relação aos males causados, em regiões do país, à saúde reprodutiva pela exposição das pessoas a altos níveis de substâncias tóxicas, e a adoção de medidas de prevenção a esses agravos.

Fonte: AssCom Unesp

  
  

Publicado por em