Pesquisadores da Unesp farão levantamento da biodiversidade marinha do litoral paulista

Pesquisadores da Unesp - Universidade Estadual Paulista utilizarão o navio oceanográfico Soloncy Moura, do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, para realizar um levantamento da biodiversidade marinha no litoral

  
  

Pesquisadores da Unesp - Universidade Estadual Paulista utilizarão o navio oceanográfico Soloncy Moura, do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, para realizar um levantamento da biodiversidade marinha no litoral sul do Estado de São Paulo.

"O projeto ampliará as atividades do Campus do Litoral Paulista", afirma o coordenador do campus, Luís Vane.

Para utilizar o navio, a universidade firmou um termo de cooperação científica com o Cepsul/Ibama - Centro de Pesquisa e Extensão Pesqueira da Região Sudeste/Sul, em dezembro último.

O navio foi apresentado aos pesquisadores e aos 80 alunos do curso de Ciências Biológicas no dia 8 de abril, quando o Soloncy Moura atracou no Terminal Pesqueiro de Santos.

Dotado de modernos e sofisticados equipamentos de navegação e prospecção pesqueira, tais como navegador por satélite (GPS), piloto automático, sonar e ecossonda científicos, além de um atualizado sistema informatizado, o Soloncy Moura mede 26 metros de comprimento, tem 600 HP de potência e autonomia para ficar até 30 dias em mar.

Para utilizar o navio, a Unesp não terá nenhuma despesa com a sua manutenção ou com a tripulação: "Responderemos apenas pelo pagamento do combustível e pela alimentação dos pesquisadores", comenta Vane, para quem as expectativas são as melhores: "Um navio é fundamental para as pesquisas do curso de Ciências Biológicas e a embarcação do Ibama é de alta qualidade, com uma tripulação experiente", elogiou.

"Com a parceria com a Unesp, vamos ampliar nosso campo de atuação", disse o biólogo Luiz Fernando Rodrigues, gerente do Cepsul.Com duração prevista de quatro anos, o projeto de pesquisa da biodiversidade do litoral sul paulista tem início previsto para 2004.

"Durante os dois primeiros anos faremos coletas sazonais, no litoral entre as cidades de Santos e Cananéia", adiantou o biólogo marinho Marcelo Pinheiro, que coordena o projeto.

"Durante a pesquisa, também serão monitorados alguns fatores ambientais relacionados à água e ao sedimento", explicou.

Fonte: Agência Unesp

  
  

Publicado por em