Piranhas na verdade são vítimas na água

Apesar de sua reação de violência, as piranhas são na verdade vítimas dos rios que habitam e precisam se reunir em grandes cardumes para se proteger de predadores, segundo cientistas britânicos e brasileiros. Em vez

  
  

Apesar de sua reação de violência, as piranhas são na verdade vítimas dos rios que habitam e precisam se reunir em grandes cardumes para se proteger de predadores, segundo cientistas britânicos e brasileiros. Em vez de assassinas agressivas, esses peixes seriam carniceiros, alimentando-se principalmente de peixes mortos, plantas e insetos, afirma Anne Magurran, da Universidade de St. Andrews, na Escócia.

"Anteriormente pensava-se que as piranhas andassem em cardumes porque isso as ajudava a formar um grupo de caça cooperativo. Entretanto, descobrimos que esse é primariamente um comportamento defensivo", diz.

As piranhas enfrentam ataques constantes de predadores, que incluem botos, crocodilianos e peixes maiores, como o piracucu-gigante. "Sua postura cautelosa é crucial para evitar que ela seja comida", conclui Magurran.

Seu trabalho, feito em parceria com o Instituto Mamiraua, no Brasil, mostra como o tamanho dos cardumes aumenta com o risco ofertado por predadores, especialmente quando os níveis da bacia do Rio Amazonas estão baixos, dando às piranhas menos espaço para escapar de um ataque.

A pesquisa aparece na exposição científica de verão da Royal Society, em Londres.

fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL62167-5603,00.html

  
  

Publicado por em