Polícia Federal e Ibama vão investigar desmatamento ilegal no país

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou em entrevista coletiva a imprensa, a criação de um convênio permanente entre a Polícia Federal e o Ibama - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis para apurar denúncias de de

  
  

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou em entrevista coletiva a imprensa, a criação de um convênio permanente entre a Polícia Federal e o Ibama - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis para apurar denúncias de desmatamento ilegal em todo o Brasil. O convênio, batizado de Operação Arribação, terá o foco inicial na Amazônia.

`A qualquer momento, em qualquer parte do país, os que estão fazendo as práticas irregulares e criminosas contra o meio ambiente poderão ser surpreendidos como foram agora no Mato Grosso`, disse a ministra.

Uma quadrilha que atuava há 14 anos no Mato Grosso fraudando autorizações para exploração de madeira foi desmantelada na quinta-feira (2/6) pela Polícia Federal na Operação Curupira.

O Ibama do Mato Grosso ficará sob intervenção por 60 dias e já tem uma equipe substituta nomeada. O fornecimento de novas Autorizações de Transportes de Produtos Florestais também está suspenso por 30 dias no estado e todos os servidores que operavam o sistema de controle estão descredenciados.

Nos próximos 90 dias, passarão por auditorias todos os Planos de Manejo Florestal em vigor no estado e todas as autorizações para desmatamento já concedidas pelo Ibama.

As empresas do setor florestal do estado também serão inspecionadas, nos próximos 60 dias, a fim de verificar a autenticidade das informações cadastradas no Ibama.

Todos os servidores envolvidos nas fraudes responderão a processo administrativo disciplinar. Também serão ajuizadas Ações Civis Públicas de responsabilidade por danos ambientais contra as empresas e sócios envolvidos no esquema de corrupção e contra a Fema - Fundação Estadual do Meio Ambiente, que não poderá mais emitir autorizações para desmatamento.

A Justiça Federal no estado também solicitou a busca e apreensão de todas as autorizações expedidas pela fundação.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em