Prêmio Muriqui será entregue durante as comemorações do Dia da Mata Atlântica

O arquiteto Fredmar Corrêa e o Museu de Biologia Mello Leitão foram os escolhidos para receber o Prêmio Muriqui-2003. A premiação, instituída pelo CN-RBMA - Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica em 1993, tem como objetivo incentivar

  
  

O arquiteto Fredmar Corrêa e o Museu de Biologia Mello Leitão foram os escolhidos para receber o Prêmio Muriqui-2003. A premiação, instituída pelo CN-RBMA - Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica em 1993, tem como objetivo incentivar os trabalhos mais significativos de pessoas físicas e entidades públicas e privadas, nacionais ou internacionais, que tenham se destacado por suas atividades em benefício da proteção da biodiversidade, do desenvolvimento sustentável ou do conhecimento científico na Mata Atlântica.

A cerimônia de entrega será durante o Dia da Mata Atlântica, 27 de Maio, no Senado Federal, Brasília (DF).

Sobre os premiados:

Fredmar Corrêa

Arquiteto, durante o governo Montoro-83/87 atuou na consolidação do Corredor Mata Atlântica das Serras o Mar e da Graciosa, com a criação do Parque Estadual da Serra do Mar, em São Paulo.

No mesmo período, trabalhou no plano de controle de poluição do ar e das águas da Região de Cubatão, e de recuperação das Florestas de encosta da Serra do Mar, afetadas pela ação poluidora das emissões do Pólo Industrial.

Entre 88 e 96, então Diretor Executivo do Consórcio Mata Atlântica, trabalhou na consolidação do CN-RBMA e no apoio aos Estados desta RB, na implantação dos Sistemas Estaduais de Gestão.

No período de 94 a 96, envolvido com as questões da RBMA, colaborou na publicação dos primeiros Cadernos da RBMA, em especial na formulação duas primeiras edições: Cadernos No-1 -`A Questão Fundiária: roteiro para a solução dos problemas fundiários nas áreas protegidas da Mata Atlântica`, em 94, e no de No 2-`A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica-roteiro para o entendimento de seus objetivos e de seu Sistema de Gestão`, em 95.

Desde 1999 atua no Governo Federal. Trabalhou na Secretaria de Biodiversidade e Florestas, do Ministério do Meio Ambiente , como Chefe de Gabinete, apoiando a criação do Núcleo Mata Atlântica do PPG-7 e a transferência da COBRAMAB, do Ministério das Relações Exteriores para o MMA e a instalação de sua Secretaria Executiva na SBF.

Em agosto de 2000 tornou-se Secretário Executivo da Comissão Brasileira Homem e Biosfera- COBRAMAB, passando a apoiar de forma mais direta as atividades do CN-RBMA. Atualmente Fredmar Corrêa é assessor da presidência da Companhia de Tecnologia Ambiental-Cetesb São Paulo.

Museu de Biologia Professor Mello Leitão

Fundado em 1949 por seu idealizador, o naturalista Augusto Ruschi, o Museu abriga trabalhos realizados pelo cientista durante toda sua vida.

Como entidade privada de utilidade pública, o Museu de Biologia Prof. Mello Leitão projetou-se desde então por suas pesquisas desenvolvidas na área da História Natural do Espírito Santo e dos Beija-Flores Brasileiros - e por seu engajamento na defesa da natureza.

Em 1984, o Museu Mello Leitão foi incorporado à Fundação Pró Memória, do Ministério da Cultura, tornando-se uma de suas principais unidades. O museu, hoje vinculado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, tem como principais objetivos o colecionamento de exemplares de plantas e animais com fins científicos, a pesquisa biológica, especialmente sobre flora e fauna da Mata Atlântica, a educação ambiental e a preservação da memória de Augusto Ruschi.

Para isto, o Museu dispõe de um herbário, atualmente com cerca de 7.000 exicatas, que são partes de plantas prensadas e secas, muito importantes para o processo de identificação das espécies vegetais.

As coleções zoológicas são formadas por cerca de 7.000 exemplares de aves, sendo uma das mais importantes em termos de beija-flores, com 2.500 exemplares. Possui ainda 1.300 exemplares de morcegos e uma amostra representativa de outros mamíferos, répteis e anfíbios da Mata Atlântica do Espírito Santo.

No ano passado, o Prêmio Muriqui foi outorgado ao professor Aziz Ab´Saber e ao Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica- Mosteiro Zen Morro da Vargem, no Espírito Santo. Também o Prêmio In
Memoriam ao Professor gaúcho José Lutzemberger.

A entrega do Prêmio Muriqui 2003 está integrada à programação do Ministério do Meio Ambiente para o Dia Nacional da Mata Atlântica, 27 de Maio. A solenidade será no Senado Federal, Brasília.

Fonte: AssCom CN-RBMA/Programa MaB/UNESCO

  
  

Publicado por em