Preservar a Amazônia depende do modelo de desenvolvimento, diz Marina Silva

`Para a Amazônia continuar a cumprir sua função ambiental e a trazer benefícios para a população brasileira e mundial, o Brasil precisa construir a necessária ponte entre preservação e desenvolvimento`, disse a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, na

  
  

`Para a Amazônia continuar a cumprir sua função ambiental e a trazer benefícios para a população brasileira e mundial, o Brasil precisa construir a necessária ponte entre preservação e desenvolvimento`, disse a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, na abertura da 3ª Conferência Internacional do LBA (Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera da Amazônia), na terça-feira (27/7), em Brasília (DF).

Durante o encontro do LBA, considerado um dos mais importantes experimentos científicos em andamento no globo, serão apresentadas inúmeras novas informações e pesquisas sobre a dinâmica dos ecossistemas amazônicos, em acelerado processo de transformação pela ação humana, e quanto a sua influência no clima regional e mundial.

Em seu discurso, Marina Silva destacou ações do governo federal para a conservação da floresta amazônica, como programas e projetos implementados com apoio do PPG7 - Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil e o PAS - Programa Amazônia Sustentável. O PAS conta com cerca de R$ 400 milhões em 2004, e com a participação de 15 ministérios.

`Quando assumimos o governo, decidimos que o combate ao desmatamento e às queimadas na Amazônia seria um esforço de todo o governo`, disse a ministra.

De acordo com a ministra, a primeira fase do PAS está concluída, quando foram definidas as principais linhas de atuação governamental para tentar frear o avanço do desmatamento. Agora, disse, serão consultados setores como a sociedade civil, a comunidade científica e o setor empresarial para qualificar o Programa.

O trabalho desenvolvido por várias instituições e as informações acumuladas pelo LBA ao longo de mais de seis anos de trabalho, por exemplo, auxiliarão na consolidação dessas propostas e ações voltadas ao desenvolvimento sustentável da região.

Fonte: AssCom MMA


  
  

Publicado por em