Primata em extinção é pesquisado no Piauí

Pesquisadores do Ibama encontraram indícios consistentes da presença do macaco guariba em mais de 30 áreas de mata na região norte do estado do Piauí e confirmaram sua presença em pelo menos outras 10 áreas. As duas expedições realizadas até agora percorr

  
  

Pesquisadores do Ibama encontraram indícios consistentes da presença do macaco guariba em mais de 30 áreas de mata na região norte do estado do Piauí e confirmaram sua presença em pelo menos outras 10 áreas. As duas expedições realizadas até agora percorreram am quase 4.000 Km e visitaram 107 áreas de remanescentes de mata.

O macaco guariba, conhecido cientificamente como Alouatta ululata, está entre as dez espécies de primatas brasileiros consideradas criticamente em perigo pela Lista Oficial da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção e pela UICN - União Internacional para a Conservação da Natureza. Sua distribuição geográfica abrange, além do Piauí, os estados do Ceará e Maranhão.

O Projeto :

Este trabalho é realizado pelo CPB - Centro de Proteção de Primatas Brasileiros do Ibama, em parceria com a Semar - Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Estado do Piauí, e conta também com o apoio da Gerência Executiva do Ibama no estado.

O trabalho de mapeamento tem por objetivo além de registrar as áreas de ocorrência das populações remanescentes da espécie, obter uma estimativa do tamanho dessas populações e identificar espacialmente o estado de conservação dos animais ao longo de sua área de ocorrência. Estes dados subsidiarão a elaboração de um plano nacional para conservação da espécie.

Fonte: Ibama

  
  

Publicado por em