Notícias > Ambiente > 

Programa contra desertificação alia combate à pobreza e proteção ambiental

A imensa riqueza natural brasileira traz grandes responsabilidades no desenvolvimento de políticas públicas, principalmente para que conciliem aspectos como desenvolvimento econômico, combate à fome e à pobreza e proteção ao meio ambiente. Essa é a di

5 de Janeiro de 2005.
Publicado por Equipe EcoViagem  

A imensa riqueza natural brasileira traz grandes responsabilidades no desenvolvimento de políticas públicas, principalmente para que conciliem aspectos como desenvolvimento econômico, combate à fome e à pobreza e proteção ao meio ambiente.

Essa é a diretriz principal do PAN - Programa de Ação Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca, que foi lançado oficialmente na 1ª Conferência Sul-Americana sobre o Combate à Desertificação (CCD+10).

De acordo com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, durante a abertura da CDD+10, o PAN é uma ferramenta para o combate à degradação ambiental e social no Semi-Árido brasileiro.

Segundo ela, o Programa foi desenvolvido com ampla participação social e traz uma série de ações para o combate e a prevenção da desertificação nas regiões com clima semi-árido e subúmido seco, especialmente
no Nordeste brasileiro.

`O PAN é um exemplo de política de país, resultado de um esforço conjunto de vários setores da sociedade para atender demandas históricas do Semi-Árido`, disse.

Construído de acordo com as diretrizes da UNCCD, o PAN identifica o que está causando a desertificação e traz medidas para evitar seu avanço, fortalece o papel dos governos, das comunidades locais e dos donos de terras na luta contra a seca.

Serão destinados R$ 23,5 bilhões pelo Governo Federal para a execução do PAN,até 2007. Cerca de 90% desses recursos servirão para o combate à pobreza e à desigualdade social, incluindo o fortalecimento da agricultura familiar.

Além disso, conforme a Agenda 21 e o Plano Plurianual de Investimentos da União (PPA 2004-2007), o Programa também atuará ampliando a produção local e regional de forma sustentável e auxiliando na preservação, na conservação e no uso racional dos recursos naturais.

`Queremos dar ao povo alternativas que não agravem o processo de desertificação`, disse Marina Silva.

O secretário-executivo da UNCCD, Hama Arba Diallo, elogiou o trabalho e as atitudes do governo brasileiro frente à comunidade internacional quanto ao combate à fome.

De acordo com Diallo, as ações desenvolvidas pelo Brasil vão ao encontro de compromissos assumidos na Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio92), como a Convenção sobre Diversidade Biológica e Agenda 21.

`O Programa Brasileiro de Combate à Desertificação também auxiliará na luta contra a fome, a pobreza e a degradação ambiental`, disse.

O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, lembrou que o Semi-Árido brasileiro é o mais povoado do globo, onde milhares de pessoas sobrevivem com `déficit hídrico`, com uma quantidade diária de água inferior ao recomendado pelas Nações Unidas. Segundo Ciro, um `descuidado` processo de ocupação econômica contribuiu ao longo dos anos para a degradação ambiental e social da região.

Desertificação :

A desertificação é um processo de degradação ambiental que ocorre nas regiões com clima árido, semi-árido e subúmido seco em praticamente todo o globo, abrigando principalmente populações pobres.

É causada por alterações climáticas e ações humanas, trazendo prejuízos para as populações, para a biodiversidade e para a economia de muitos países.

No Brasil, as regiões afetadas pela seca e pela desertificação abrangem parte dos estados do Nordeste,de Minas Gerais e do Espírito Santo.

No Semi-Árido brasileiro, em uma área de quase 900 mil quilômetros quadrados, semelhante a do estado do Mato Grosso, vivem cerca de dezoito milhões de pessoas.

Fonte: AssCom MMA

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários

Girlane Valentim

 postado: 28/8/2008 10:43:52editar

Olá,
Eu gostaria de saber um pouco mais sobre o processo de desertificação.Quais são os efeitos causados no ambiente, quais são as perdas que ocorrem. O processo é baseado principalmente na perda de vegetação? Há degradação do solo também? E quais as causas que levam o desencadeamento desse processo?
Grata,
Girlane Valentim

 

 

Veja também

Centro de reabilitação de animais de MS irá reintroduzir aves á faunaPrêmio BNB de Jornalismo tematiza a agricultura familiar neste ano

 

editar    editar    editar    411 visitas    1 comentários