Projeto visa prevenção e diminuição de impactos ambientais na bacia Mogi-Guaçu

Diminuir os impactos ambientais na bacia hidrográfica do rio Mogi-Guaçu e em toda a região do Alto Mogi é o principal objetivo do Projeto Mogi-Guaçu, lançado em São Carlos, interior de São Paulo. Pelo plano apresentado, várias ações socioambientais e d

  
  

Diminuir os impactos ambientais na bacia hidrográfica do rio Mogi-Guaçu e em toda a região do Alto Mogi é o principal objetivo do Projeto Mogi-Guaçu, lançado em São Carlos, interior de São Paulo.

Pelo plano apresentado, várias ações socioambientais e de educação ambiental serão implementadas na região nos próximos dois anos. Tanto professores dos ensinos fundamental e médio como agricultores da região estão entre o público alvo do programa.

`A intenção é investir na difusão do conhecimento gerado pela universidade e reverter as inovações obtidas para a sociedade de uma forma bem mais direta`, disse Evaldo Espíndola, coordenador do projeto e professor do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia da USP de São Carlos, à Agência FAPESP. Segundo o pesquisador, serão investidos R$ 876 mil na execução do projeto, que conta com financiamento da Petrobras.

Enquanto os professores receberão cursos de capacitação, os agricultores do interior paulista e mineiro serão orientados sobre como proteger as nascentes e fazer a recuperação da mata ciliar.

`Para atingir os nossos objetivos, precisamos reverter as situações conflitantes da região`, disse Espíndola. `Isso envolve desde problemas como o desmatamento e a utilização de agroquímicos até ações como a proteção dos ecossistemas aquáticos e o apoio à psicultura e ao saneamento rural.`

Segundo o coordenador, novos parceiros são bem-vindos, por causa da abrangência das ações do projeto. Ao todo, 18 municípios paulistas e mineiros formam a área de atuação do Projeto Mogi-Guaçu: Albertina, Andradas, Bom Repouso, Bueno Brandão, Ibitiúra de Minas, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião, Munhoz, Ouro Fino, Senador Amaral, Tocos do Mogi, Serra Negra, Socorro, Lindóia, Águas de Lindóia, Itapira e Espírito Santo do Pinhal.

Fonte: Agência Fapesp

  
  

Publicado por em