Lançado o primeiro termo de referência sobre sustentabilidade

“Sustentabilidade é a proposição do século 21, e deve estar

  
  

O Sebrae passa a contar, a partir da quarta-feira (16/11), com o primeiro Termo de Referência que vai orientar sua atuação com foco na sustentabilidade dos pequenos negócios.

O documento foi lançado no primeiro dia do Fórum de Conhecimento, evento nacional da instituição que acontece até sexta-feira (18), em Brasília.

Na ocasião, o Sebrae também assinou acordo como a primeira instituição oficial apoiadora da Rio + 20, que será realizada em junho de 2012. O objetivo do evento é verificar o que o Brasil tem feito sobre o assunto nos últimos anos e incorporar novos temas à discussão.

“Sustentabilidade é a proposição do século 21, e deve estar "casada" com a agenda da inovação. Essa parceria é mais um passo decisivo do Sebrae para colocar o tema na agenda dos pequenos negócios”, afirmou o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Sobre o Termo de Referência, o documento foi feito de forma participativa. Sua elaboração contou com opinião de mais de 300 empresários, além dos colaboradores das 27 unidades estaduais da instituição.

De acordo com o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, “a criação do termo busca intensificar a reflexão e propostas de ação junto às MPE para chegar na Rio +20, com posicionamento objetivo sobre o tema”, disse.

Para o diretor, a competitividade ao longo do tempo vai exigir sustentabilidade das empresas. “Não se trata de custo, e sim, de um diferencial competitivo. É fazer diferente para fazer melhor. O assunto da sustentabilidade deve ser tratado de forma transversal em nosso atendimento”, orientou o diretor ao corpo de técnico da instituição presentes no Fórum de Conhecimento.

O secretário nacional do Comitê de Organização da Rio + 20, o ministro Laudemar Aguiar, destacou a Rio + 20 como um marco. “A ideia é não só verificar o que já foi feito, mas também olhar para a frente, em termos de desenvolvimento sustentável. Essa parceria e a participação das micro e pequenas empresas no evento será fundamental para os debates”, afirmou o Secretário.

Para o coordenador-residente do sistema ONU no Brasil e representante-residente do PNUD no Brasil, Jorge Chediek, "a ampliação da participação das empresas no evento será o grande diferencial com relação a Eco 92".

A chefe de assuntos emergentes do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, Kathleen Abdalla, elogiou a iniciativa do Sebrae, que lançou, em abril deste ano, o Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), no município de Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá (MT).

"Essa iniciativa foi muito importante e mostra o posicionamento do Sebrae com relação a tratar a sustentabilidade junto às pequenas empresas do país", ressaltou.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Sebrae

  
  

Publicado por em

Marcossantos

Marcossantos

19/11/2011 15:42:52
quando nos tornarmos cooperativos em vez de competitivos iremos avançar muito mais organico e natural, pois sabemos que quem faz acontecer as coisas somos nós portanto temos que cooperar uns com os outros para construir um planeta sustentável