Cidades catarinenses lançam programa de reciclagem de óleo de cozinha

Cada litro de óleo despejado no esgoto pode poluir até um milhão de litros de água.

  
  

Onde jogar o óleo usado para fritura? Esta é uma dúvida de muitas donas de casa. Em Santa Catarina, serão instaladas bombas de recolhimento nas escolas. Na última sexta-feira, 12, foi lançado Programa “De Óleo no Futuro”, pela regional de Timbó.

Cada litro de óleo despejado no esgoto pode poluir até um milhão de litros de água. O resíduo contamina o solo e o lençol freático, causando a impermeabilização deste, o que pode contribuir com a ocorrência de enchentes.

Em contato com a água salgada, nos oceanos, o óleo libera gás metano, um dos causadores do efeito estufa e um dos responsáveis pelo aquecimento global. “Quando despejado no ralo pode provocar entupimento das tubulações da rede de esgoto, aumentando em até 45% o custo do tratamento do esgoto”, explicou a bióloga da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável da Regional Timbó, Catiusia Gabriel.

De acordo com ela, a instalação das bombas nas escolas vai contribuir com a conscientização das famílias, por meio das crianças. As escolas vão se beneficiadas pelo programa, com a troca do material coletado por produtos de limpeza.

Os municípios de Benedito Novo, Rodeio e Rio dos Cedros, também aderiram ao programa.

Fonte: Danielle Jordan / Ambiente Brasil

  
  

Publicado por em