ONG catarinense dá exemplo de reciclagem social

Projeto 'Cidadania em Cadeia para o Direito do Futuro', do Instituto da Terra oferece oportunidade de trabalho a detentos do presídio Masculino de Florianópolis. A ação social é um dos destaques do Encontro Brasi

  
  

Projeto 'Cidadania em Cadeia para o Direito do Futuro', do Instituto da Terra oferece oportunidade de trabalho a detentos do presídio Masculino de Florianópolis. A ação social é um dos destaques do Encontro Brasileiro de Responsabilidade Socioambiental, que acontece de 15 a 18 de agosto, na Capital.

Detentos recebem educação e salário por sua produção

Os participantes do Encontro Brasileiro de Responsabilidade Socioambiental vão receber material do evento, confeccionado por detentos do presídio Masculino de Florianópolis, feito à mão, com serigrafia sobre papel 100% reciclado. A impressão é o resultado de um projeto do Instituto da Terra, que começou há 10 anos.

Com sede na Capital catarinense, a ONG propõe um novo modelo de comércio solidário. 'Queremos mostrar que é possível traçar um caminho novo, consciente, engajado e responsável, não mais assistencialista', explica a presidente do instituto, Zuleica Medeiros. Segundo a professora, um problema que as ONGs enfrentam é que o terceiro setor não é visto como um setor auto-sustentável.

O Instituto da Terra é a prova de que essa auto-sustentabilidade é possível. É por meio da venda dos diversos produtos feitos pelos detentos em papel reciclado que a ONG se mantém. Os detentos são tratados como funcionários, recebem salário e educação profissionalizante.

Desde que o projeto 'Cidadania em Cadeia para o Direito do Futuro' começou, cerca de 650 presos já passaram pelo trabalho da organização. Desses, menos de 10% reincidiram no crime. 'Investimos na reintegração social e profissional dos apenados, apostando em uma nova perspectiva contra a reincidência', destaca Zuleica.

Para a presidente da ONG, o fato da organização do Encontro Brasileiro de Responsabilidade Social ter optado por encomendar as pastas do Instituto da Terra foi uma atitude exemplar. O evento está sendo promovido pela Geração Responsável, uma iniciativa da Realiza Eventos, da RBO Soluções Empresariais e do Centro de Referências em Cidadania, Ética e Responsabilidade (CRESCER). 'A Geração responsável é o exemplo de como a teoria vira prática, pois a organização está propondo um evento e praticando', afirma Zuleica.

A professora será uma das palestrantes da mesa-redonda 'Comércio Justo, Consumo Consciente e Sustentabilidade', que faz parte do Fórum de Lideranças Empresariais, do encontro.

A programação completa do evento pode ser consultada no site www.geracaoresponsavel.org.br . As inscrições também devem ser feitas pela internet até o dia 14 de agosto. As vagas são limitadas. Estudantes têm 50% de desconto para inscrições em palestras e mesas redondas. Pacotes corporativos ganham desconto de 15%.

Fonte: Rede SC

  
  

Publicado por em

Geyse Silva

Geyse Silva

01/05/2009 14:55:51
Bom, muito bom. Pois todas as pessoas, por mais ruins que possam ser, merecem direitos iguais e principalmente o direito de tentarem se redimir e tentar ser uma pessoa melhor.

Cleonice A A

Cleonice A A

03/03/2009 17:32:26
muito bom trabalho,pois so assim se resgata a diginidade de alguem que se encontra a margem da sociedade.