Programa de reciclagem de lâmpadas é destaque na Expomaq Rio 2010

Brasil Recicle alerta para o descarte inadequado de lâmpadas fluorescentes

  
  

A Apliquim - Brasil Recicle, empresa gaúcha com unidades em Indaial (SC) e Paulínia (SP), expõe seu programa de reciclagem de lâmpadas fluorescentes, "Programa Recicla Lâmpada - Lâmpada no Lixo Nunca Mais", na Feira Brasileira da Indústria Metal-Mecânica (Expomaq Rio), de 4 a 7 de agosto, no Riocentro, no Rio de Janeiro (RJ).

O objetivo é divulgar o projeto que a empresa, em parceria com associações e sindicatos do comércio de todo Brasil, está desenvolvendo para evitar o descarte inadequado de lâmpadas fluorescentes, que contêm mercúrio, um metal altamente tóxico e volátil, prejudicial à saúde da população e ao meio ambiente.

A campanha "Recicla Lâmpada" visa estimular empresas e consumidores a devolverem o produto, após o uso, para lojas conveniadas ao programa, evitando que as lâmpadas queimadas sejam jogadas no lixo comum. "Os estabelecimentos que comercializarem lâmpadas e aderirem ao programa irão funcionar como postos de coleta e providenciar o encaminhamento à Apliquim - Brasil Recicle, que fará a descontaminação e a reciclagem dos componentes do produto", informa o biólogo Eduardo Sebben, diretor da empresa.

No Rio de Janeiro (RJ), a parceria está sendo costurada com o Sindicato do Comércio Varejista de Material Elétrico, Eletrônicos e Elet rodomésticos da capital (SIMERJ). A ideia é que as lojas associadas passem a receber lâmpadas usadas de seus consumidores para posterior encaminhamento à descontaminação e reciclagem. Na Expomac Rio, que reúne cerca de 300 expositores, os 20 mil visitantes aguardados pela organização do evento poderão conferir os detalhes no estande do SIMERJ.

No Rio Grande do Sul, a empresa está iniciando uma experiência piloto em Caxias do Sul, em parceria com a Associação dos Comerciantes de Materiais para Construção do município (Acomac). "Estamos apenas iniciando um processo e é fundamental conscientizar a população de que não se pode jogar o produto no lixo ou em terr enos baldios. As lâmpadas fluorescentes são uma alternativa eficaz em relação às incandescentes, pois consomem menos energia e apresentam melhor rendimento, mas essa solução econômica tornou-se um grave problema ambiental. Atualmente, são descartadas indevidamente cerca de 200 milhões de unidades do produto no Brasil", alerta Sebben.

Fonte: Dinâmica Comunicação

  
  

Publicado por em

Mariléia Bastian Giordano

Mariléia Bastian Giordano

11/08/2010 10:50:19
Excelente, na minha opinião as redes de comunicação deveriam fazer propagandas gratuitas para divulgar os postos de entrega, assim todos teriam acesso a informação.