Reciclagem já economiza 95% de energia na produção de latas de alumínio

A presidente da ONG - Organização Não-Governamental Amigos do Futuro, Rejane Pieratti, afirmou, em entrevista à Rádio Nacional AM, que a reciclagem das latinhas de alumínio de refrigerantes, cervejas e outros produtos já economiza 95% da energia necessári

  
  

A presidente da ONG - Organização Não-Governamental Amigos do Futuro, Rejane Pieratti, afirmou, em entrevista à Rádio Nacional AM, que a reciclagem das latinhas de alumínio de refrigerantes, cervejas e outros produtos já economiza 95% da energia necessária para produzí-las.

Esse é um dos fatores que ela atribui à importância da coleta seletiva do lixo, entre reaproveitamento de materiais, como alumínio, vidro, papel e plástico, preservação de recursos naturais e até geração de renda e postos de trabalho para quem quiser trabalhar em cooperativas e associações de catadores.

Segundo Pieratti, para se produzir uma tonelada de alumínio, são necessárias cinco toneladas de bauxita, minério do qual o alumínio é feito. Uma tonelada de papel reciclado evita a derrubada de cerca de 20 árvores.

A reciclagem de plástico possibilita a economia de petróleo.O vidro é um material 100% reaproveitável: um quilo de vidro usado pode ser transformado em outro novo.

“O reaproveitamento evita o desperdício e poupa grande parte da energia usada para produção, além de diminuir a exploração desordenada da natureza”, falou.

Contudo, Rejane Pieratti falou que a coleta seletiva no Distrito Federal ainda é muito pequena, e os resultados em reciclagem são poucos. Ela explicou que são poucas as pessoas que se preocupam ou que tem algum esclarecimento a respeito da separação dos “resíduos” recicláveis, do lixo orgânico (restos de comida), que também podem ser reaproveitados como adubo orgânico.

“E na hora do recolhimento, quase todo o trabalho de separação tem sido perdido porque os lixeiros jogam tudo junto nos caminhões. Os resíduos separados precisam ser recolhidos em caminhões abertos. Os compactadores só deveriam ser usados se recolhessem, por exemplo, só plástico num dia”, ressaltou.

Rejane Pieratti lembrou que toda a população precisa se conscientizar e começar a separar o lixo para que as empresas especializadas em reciclagem se disponham a ir buscar os materiais.

“Não é vantagem para uma empresa mandar um caminhão para recolher o lixo de uma pessoa que fez a coleta seletiva, somente, em uma determinada cidade. Se toda a população da cidade fizer, então já ficará mais fácil para eles recolherem”, explicou.

Para a conscientização, ONGs como a Amigos do Futuro fazem campanhas e oferecem oficinas para ensinar a população a separar e reaproveitar alguns materiais. Nas duas primeiras semanas de março houve oficinas de reciclagem e visitas à ONG, para alunos de várias escolas do Distrito Federal (DF).

A sede da Amigos do Futuro fica no Jardim Zoológico de Brasília. Os telefones para contato são (0xx61) 914-9432 e 8112-4057.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em

Gillda

Gillda

28/08/2008 17:11:24
noss,adorei o q vc faz.
inclusive penso em fazer engenharia ambiental
adoreiiiiiiiiiiii
espero q + pessoas vejam o mundo como vc.bjim