Sandália de pele de peixe foi apresentada em evento de negócios

Acostumado a desenvolver produtos com a cara da região amazônica, o empresário Aidson Ponciano, da Manaus, não pestanejou diante da possibilidade de produzir sandálias femininas com pele de peixe. A técnica foi desenvolvida pelo pesquisador do INPA -

  
  

Acostumado a desenvolver produtos com a cara da região amazônica, o empresário Aidson Ponciano, da Manaus, não pestanejou diante da possibilidade de produzir sandálias femininas com pele de peixe.

A técnica foi desenvolvida pelo pesquisador do INPA - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Jorge Rabelo, que ensinou o empresário a usar da pele.Há seis anos, junto com a filha Helen, Ponciano fazia sandálias de couro sintético e juta adornada com sementes da região.

`A pele veio agregar valor às sandálias e tem tido muita saída`, diz o empresário, que vem trabalhando com o novo material há dois anos. Alguns dos pares de sapato fabricados na Green Obsession, a empresa de Ponciano, estavam expostos no Amazontech 2003, evento de tecnologia, ciência e negócios sediado em Manaus na semana passada.

A pele utilizada de pescada e tambaqui dá um diferencial nas sandálias que são muito compradas pelos turistas, diz Helen. Atualmente com uma produção de 150 pares por mês e comercializando cada para por R$ 130, os empresários já planejam ampliar a produção. Hoje, seis pessoas estão envolvidas na confecção e vendas.

`Até 2004 queremos ampliar para uma produção de mil pares por mês e estar empregando 35 pessoas`, planeja Helem.Divulgando as sandálias de pele de peixe pela primeira vez em um grande evento, Helem destacou que o interesse dos visitantes e de lojistas era muito grande.

`O produto agrada muito o turista por isso temos colocado em hotéis da região que trabalham com ecoturismo e a partir do próximo ano vamos exportar para a Flórida`, assegura.Com os retalhos que sobram da pele, os empresários já desenvolvem pequenas peças como carteiras e porta-cartões de visita.

Para aperfeiçoar o acabamento dos produtos e investir na comercialização, eles têm participado de capacitações oferecidas pelo Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Fonte: Sebrae

  
  

Publicado por em