Secretaria divulga cidades paulistas com mais risco de casos de dengue em 2005

Monitoramento da Secretaria de Estado da Saúde revela as cidades com maior risco de proliferação de Dengue em 2005. Foram identificados 20 municípios do Estado com índice de Breteau, que mede a infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti, superior a 3,

  
  

Monitoramento da Secretaria de Estado da Saúde revela as cidades com maior risco de proliferação de Dengue em 2005. Foram identificados 20 municípios do Estado com índice de Breteau, que mede a infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti, superior a 3, o que para a Secretaria demonstra risco para o próximo ano.

Mesmo com a queda vertiginosa de casos da doença nos últimos anos, a Secretaria tem alertado todas as 645 cidades do Estado contra a doença. Comparando 2004 com 2003, houve queda de 85% de registros, de 20.361 para 3.015.

`Mas não se pode baixar a guarda. A Dengue é uma doença traiçoeira, que sem cuidado pode voltar com força total. É hora das prefeituras vasculharem suas cidades atrás dos focos do mosquito Aedes aegypti, causador da doença`, afirma o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.

O índice de Breteau aponta a porcentagem de imóveis com criadouros com larvas do mosquito por área (de 10 mil a 12 mil m²).

A cidade com maior índice de Breteau no Estado é São Sebastião, com 20,14, seguida por Potim, com 13,59, e Ituverava, com 8.

A Secretaria de Estado da Saúde tem agido neste fim de 2004 já pensando preventivamente a 2005. Em setembro convocou todas as prefeituras em situação de alerta, orientando seus representantes sobre as formas de prevenção e combate. Também tem realizado teleconferências com ampla adesão por todo o Estado.

Uma campanha de publicidade está em andamento nos principais veículos de comunicação do Estado. O Dengue Boy, personagem criado para orientar as crianças, está viajando pelo Estado com folhetos explicativos sobre a doença.

Ranking Índice de Breteau

São Sebastião = 20,14

Potim = 13,59

Ituverava = 8

Itapevi = 6,36

Jandira = 5,77

Hortolândia = 5,61

Paraíso = 4,81

Neves Paulista = 4,58

Bauru = 4,19

Cubatão = 4,16

Santópolis do Aguapeí = 3,93

Américo Brasiliense = 3,92

Serrana = 3,52

Guarujá = 3,46

Rio Claro = 3,26

Américo de Campos = 3,23

Palmares Paulista = 3,22

Casa Branca = 3,2

Botucatu = 3,09

Cássia dos Coqueiros = 3,05

Fonte: Secr.de Estado de Saúde de São Paulo

  
  

Publicado por em