Setenta e seis novos agentes ambientais voluntários são cadastrados no Amazonas

Em Iranduba, no Amazonas, foram cadastrados no dia 13 de setembro, 76 agentes ambientais voluntários no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Eles pertencem a seis comunidades : Lago do Limão, Unidos do 26,

  
  

Em Iranduba, no Amazonas, foram cadastrados no dia 13 de setembro, 76 agentes ambientais voluntários no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Eles pertencem a seis comunidades : Lago do Limão, Unidos do 26, Arealzinho, São João de Jandira, Nossa Senhora Nazaré da Costa do Jandira e São Francisco do Ariaú, onde atuam como educadores ambientais e fiscais da natureza. Podem, inclusive, lavrar autos de constatação que servem como pontos de partida para atuação dos fiscais do Ibama.

Iranduba tem 38,6 mil habitantes e é vizinho à capital do estado, Manaus. `Em Iranduba, nossa atuação foi importante para construir o acordo que organiza a pesca em doze lagos, divididos em áreas de uso, manutenção e preservação`, afirma Rudinei Santana Silva, presidente da Associação de Agentes Ambientais Voluntários de Iranduba (entidade ainda em processo de formalização).

Ele diz que a minuta desse acordo de pesca já está na sede nacional do Ibama e deverá se transformar em lei. A proposta foi elaborada após doze meses de discussões que envolveram indiretamente cerca de 2 mil pessoas.

O Amazonas concentra 70% dos cerca de 2,7 mil agentes ambientais voluntários cadastrados no país, segundo dados do Programa Nacional de Agentes Ambientais Voluntários criado em maio deste ano.

`Para se tornar agente ambiental, o interessado faz um curso de 140 horas sobre legislação ambiental e sobre como se dirigir aos infratores. Todos os anos, quando o registro vai ser renovado, o voluntário passa por 40 horas de oficina de reciclagem`, explica Ézio Porda, assessor de gabinete da gerência-executiva do Ibama no Amazonas.

Os agentes ambientais voluntários precisam ainda estar vinculados a algum órgão público local, como a prefeitura, ou a alguma entidade da sociedade civil organizada.

`Chegamos à conclusão de que o grande negócio para a defesa da natureza é trabalhar com as comunidades. E os agentes ambientais voluntários têm um papel importante nesse trabalho`, disse Ézio.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em

Ana maria

Ana maria

19/09/2008 15:56:10
Nao encontrei o que precisava mais a reportagem esta muito boa