Show Rural Coopavel proporciona viagem pela histórica cultura da soja no Brasil

Os visitantes do Show Rural Coopavel, que ocorre de 17 a 21 de fevereiro, em Cascavel (PR), terão a oportunidade de participar de uma verdadeira viagem pela história da soja, na vitrine de tecnologias da Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuár

  
  

Os visitantes do Show Rural Coopavel, que ocorre de 17 a 21 de fevereiro, em Cascavel (PR), terão a oportunidade de participar de uma verdadeira viagem pela história da soja, na vitrine de tecnologias da Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

Para contar a história viva desse grão, a Embrapa cultivou mais de 50 cultivares de soja, selecionadas do seu banco de germoplasma (coleção natural de diferentes tipos de soja).A viagem começa há cinco mil anos no nordeste da China, local de origem da soja.

"Fizemos questão de plantar a soja selvagem que crescia rasteira como o feijão e produzia sementes pequenas e duras. Nossa intenção é mostrar a evolução por que passou essa cultura", afirma o pesquisador Lineu Domit, da Embrapa Soja.

Além da soja selvagem, o produtor que participar dessa viagem histórica vai conhecer as primeiras cultivares utilizadas em nível experimental no Brasil, os materiais de sucesso no Sul e no Centro Oeste, as soja para alimentação e até os lançamentos para as próximas safras.A soja é originária da Ásia e no Ocidente, só ganhou relevância, nos anos 40.

No Brasil, a soja chegou pela Bahia, em 1882, no entanto, ela se consolidou no Sul do País. Até o início da década de 1980, cerca de 80% do plantio concentrava-se no Sul. Em 1980, o Brasil disponibilizou a primeira cultivar genuinamente brasileira, a Doko, que foi sucesso entre os produtores do Brasil Central.

"O desenvolvimento de tecnologias apropriadas para a produção de soja em todo o País, possibilitou ao Brasil multiplicar sua produção em mais de 40 vezes", diz Domit.Hoje, a produção mundial é de cerca de 190 milhões de toneladas.

O Brasil é o segundo produtor mundial de soja, atrás dos Estados Unidos. Na última safra, o País produziu 41 milhões de toneladas do grão em 16 milhões de hectares. Em 27 anos, a Embrapa, em parceria com outras instituições, desenvolveu mais de 180 cultivares para atender a demanda das várias regiões produtoras do País e hoje suas cultivares dominam 60% do mercado de sementes.

O programa de melhoramento genético desenvolve cultivares de soja e, em conjunto com outras áreas de pesquisa, elabora as indicaçôes de tecnologias de produçao para o melhor manejo do solo e da cultura."O conjunto dessas tecnologias é que garante o desenvolvimento do agronegócio brasileiro", afirma Domit.

Fonte: Embrapa

  
  

Publicado por em