Sistema construtivo Ecolog alia tecnologia e economia á preservação ambiental

A Ecolog, empresa que atua em projetos de preservação da floresta amazônica e desenvolve produtos`com madeiras provenientes de manejo florestal sustentável, lança no mercado de arquitetura e construção o Sistema Construtivo Ecolog. Esse sistema exclusivo,

  
  

A Ecolog, empresa que atua em projetos de preservação da floresta amazônica e desenvolve produtos`com madeiras provenientes de manejo florestal sustentável, lança no mercado de arquitetura e construção o Sistema Construtivo Ecolog. Esse sistema exclusivo, que apresenta uma série de vantagens em relação à construção tradicional, visa a otimização da madeira de forma racional e sustentada.

Baseado em amplos estudos e pesquisas e contando com a tecnologia como grande aliada, resultou em uma alternativa econômica, rápida, flexível e ecológica, pois utiliza um recurso renovável.

O Sistema Construtivo Ecolog constitui-se em um conjunto estrutural que emprega madeira de florestas nativas tropicais, sendo composto por pilares, vigas, barrotes e conectores metálicos que formam o `esqueleto` da construção, desde a fundação até a cobertura.

O método é o resultado de um ano de estudos, pesquisas, ensaios em laboratórios e análises de desempenho de protótipos realizados por um grupo de pesquisadores do Pró-Madeira, formado por mestrados e estudantes da Universidade de São Carlos (USP), e pela equipe de engenheiros e arquitetos da Ecolog.

O sistema utiliza madeira proveniente de manejo sustentável de baixo impacto, certificada ou em processo de certificação de acordo com critérios do FSC(Forest Stewardship Concil).

`Propomos um uso racional para a madeira ao criar um processo de construção mista que otimiza e enaltece a matéria-prima, valorizando a obra como um todo`, explica Fabio de Albuquerque, diretor-superintendente da Ecolog.

Ideal para os segmentos residencial, comercial e institucional, e adaptável para outras edificações de até três andares, o sistema utiliza madeiras tropicais de espécies de alta densidade com grande resistência mecânica e fácil manutenção, tais como sucupira, angelim, garapeira, freijó, louro, cedros, amarelinho,roxinho, ipê, jatobá, cumarú, entre outras.

O Sistema Construtivo Ecolog reúne inúmeras vantagens que vão desde a agilidade no cronograma da obra, gerando a redução de custos diretos e indiretos, até a valorização estética e durabilidade.

VANTAGENS DO SISTEMA CONSTRUTIVO ECOLOG

Diminuição de custos indiretos de mão-de-obra e redução no tempo de execução da obra.

Sem a necessidade de mão-de-obra especializada, o sistema necessita de apenas poucas pessoas para elevar as peças, concluir a montagem das estruturas de madeira e rapidamente chegar até a cobertura.

Enquanto que nas construções tradicionais em concreto armado e alvenaria é fundamental um canteiro de obras para a preparação de fôrmas, armações, escoramento e concretagem, além do tempo de espera para desforma e cura do concreto, o sistema de madeira permite a continuação imediata da obra após a conclusão da montagem estrutural.

Assim, o tempo de construção é reduzido, gerando menos custos diretos e indiretos da obra. Por aceitar soluções simplificadas de fundações, diminui-se a necessidade de serviços de terraplanagem. É ideal para construções de casa de praia e campo, pois valoriza e tira partido da topografia geralmente acidentada dos terrenos.

Praticidade no processo de montagem

Como todas as peças de madeira e conectores metálicos chegam à obra previamente cortadas, numeradas e acompanhadas de projeto detalhado, a montagem se torna relativamente simples, assemelhando-se a um `lego`, só que composto por pilares, vigas e conectores.

Otimização da tora de madeira

O sistema procura melhorar ao máximo o aproveitamento da tora de madeira. Um software especializado desenvolve cálculos utilizando-se de um banco de dados, resultado das pesquisas feitas pelo Pró-Madeira, recorrendo a peças compostas que empregam vigas de seções menores. Assim, é possível otimizar as toras, a produção, a montagem e o manuseio das peças do conjunto. O resultado é o uso de aproximadamente 10 m³ de madeira para cada 100 m² de área construída.

Uma pesquisa realizada em 2002 pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – Amazon (`Acertando o alvo 2 –consumo de madeira amazônica e certificação florestal no Estado de Sâo Paulo`), mostra que aproximadamente 80% da madeira utilizada na construção civil na cidade de São Paulo é descartável, usada para fôrmas e andaimes. O Sistema Construtivo Ecolog dispensa o uso desta madeira que não tem reaproveitamento.

Valorização da obra

O sistema foi desenvolvido para potencializar as qualidades de cada projeto. Além de imprimir mais elegância ao conjunto, a estrutura em madeira proporciona ambientes mais amplos, arejados, e uma estética naturalmente charmosa e aconchegante.

Flexibilidade de acabamentos

O sistema oferece grande flexibilidade e versatilidade na vedação de vãos de paredes. Pode-se utilizar placas de gesso acartonado, painéis de madeira, blocos cerâmicos ou concreto celular, entre outros materiais. Todos os tipos de esquadrias, alvenarias e acabamentos são compatíveis com o Sistema Construtivo Ecolog.

Durabilidade, facilidade de manutenção e conforto térmico

Diferente de outros sistemas construtivos em madeira, como o pré-fabricado, o Sistema Construtivo Ecolog exige pouca manutenção, pois utiliza madeiras nativas tropicais `duras`, muito resistentes a pragas como o cupim.

Por ser construído a partir de uma estrutura elevada, o sistema permite fácil manutenção das instalações hidráulicas e elétricas, além de garantir isolamento total da umidade do terreno e ventilação permanente, resultando em melhor conforto térmico.

Agilidade e tecnologia

O software foi especialmente desenvolvido em plataforma CAD para agilizar o desenvolvimento do projeto estrutural e
arquitetônico, permitindo converter qualquer planta convencional para o Sistema Construtivo Ecolog. É capaz de gerar perspectivas tridimensionais detalhadas (maquete eletrônica), permitindo uma visualização mais ampla e fiel do projeto e uma imagem real da obra.

O programa também gera planilha orçamentária que contém a quantificação de componente e detalhes de montagem, relacionando todas as peças necessárias para a montagem completa do conjunto estrutural, desde pilares e vigas até encaixes e conexões, com as respectivas dimensões e detalhes.

Complementos opcionais e garantia

A Ecolog oferece aos clientes garantia e assessoria completa, desde a conversão do projeto no sistema tradicional para o estrutural em madeira, até ao serviço de montagem, sendo este a critério do cliente. Também fornece complementos opcionais, tais como portas, caixilhos, assoalhos, decks, forros, rodapés, peças brutas de madeira, entre outros.

UM SISTEMA RACIONAL

A composição estrutural de madeira da Ecolog é formada por pilares de 17x17 cm, que são conectados a vigas duplas de 6 cm de espessura cada e alturas variadas – a interligação entre as vigas e os pilares é feita por conectores metálicos não aparentes. Entre as vigas há um espaçamento de 5 cm que permite a passagem de tubulações das redes hidráulicas e elétricas,facilitando a instalação e manutenção. Este espaçamento, resultado de estudos e pesquisas realizados pelo Pró-Madeira,substitui o uso de peças de grandes seções, sem comprometer a estética e a resistência da estrutura da obra.

O fechamento pode ser feito com alvenaria, painéis ou outros materiais, aplicados na mesma espessura dos pilares. O piso pode ser em madeira, neste caso colocado diretamente sobre os barrotes ou assentes sobre uma laje e contra-piso.

Em pisos elevados e superiores, lajes pré-fabricadas de concreto são mais uma opção, podendo receber acabamentos de madeira,cerâmicos ou outros materiais. As esquadrias ganham borrachas de vedação que resultam na absorção da movimentação da madeira, resultante de variações térmicas no ambiente.

ECOLOGICAMENTE CONSCIENTE

Comunidades extrativistas de manejo sustentável em processo de certificação ou já certificadas atualmente abastecem o Sistema Construtivo Ecolog com espécies nobres de madeira. Em breve a empresa utilizará matéria-prima de sua própria reserva de 22 mil hectares em Rondônia, onde já está sendo desenvolvido o projeto de manejo de baixo impacto.

A idéia é obter a certificação florestal de acordo com o FSC, a mais importante certificação mundial, que atesta que a madeira foi extraída de forma ambientalmente adequada, socialmente justa e economicamente viável.

Para Fábio de Albuquerque a garantia da sobrevivência das espécies tropicais depende do uso racional e sustentado.

`Processos conscientes como a certificação mantêm a capacidade de regeneração natural de nossa floresta nativa. Mas é preciso romper velhos padrões e aprender a valorizar a madeira enquanto material rico em qualidade e beleza`, explica o empresário.

Serviço

ECOLOG

Av. Cauaxi, 293 – Barueri – SP

Fone: (11) 4195-5121

Fonte: Patricia Buarque

  
  

Publicado por em